Espiritualidade e Sociedade






>   O Tempo é agora

Mensagens

Compartilhar

> voltar - índice



O Tempo é agora

Há um tempo de se esperar a chegada do bebê, tempo de consultar o médico.

Há um tempo de planejar dietas e exercícios, tempo de preparar o enxoval.

Há um tempo de se maravilhar com os caminhos de Deus, na certeza de que este é o destino para o qual fui forjada.

Há um tempo de sonhar com o que essa criança poderá ser.

Um tempo de orar a Deus, pedindo sabedoria para educar esta criança que carrego.

Um tempo de me preparar para ajudá-la. Mas eis que logo chega o tempo de nascer. Pois o tempo passa depressa e os bebês não podem esperar!

Há um tempo de abraçá-la bem forte e contar-lhe as mais belas histórias.

Um tempo de mostrar-lhe Deus, na terra, céu ou flor, e ensinar-lhe a admiração e o respeito.

Há o tempo de deixar os pratos na pia e levá-la para brincar no parque.

De apostar corrida, fazer desenho, observar uma borboleta e dar à criança uma amizade alegre.

Há o tempo de lhe ensinar muitas coisas. De lhe mostrar o caminho a seguir. Pois o tempo passa depressa e os filhos não podem esperar.

Há um tempo de cantar em vez de resmungar, de sorrir em vez de franzir a testa.

De enxugar as lágrimas com um beijo e rir dos pratos quebrados.

Um tempo de compartilhar com ela o melhor de minhas atitudes: amor pela vida, amor à família , ao próximo , a Deus.

Há um tempo de responder suas perguntas, todas as suas perguntas. Porque pode vir um tempo em que não queira mais minhas respostas.

Há um tempo de ensiná-la pacientemente a obedecer, a guardar seus brinquedos.

Há um tempo de vê-la sair bravamente para a escola; de sentir sua falta e de deixá-la sentir minha ausência.

De saber que outras pessoas recebem sua atenção e carinho, mas que eu estarei ali para receber seu chamado quando ela voltar para casa. E irei ouvir ansiosa a história do seu dia.

Há um tempo de lhe ensinar independência, responsabilidade e autoconfiança. Tempo de ser firme, mas amigável. De equilibrar disciplina e amor.

Pois cedo haverá o tempo de deixá-la partir, soltar as suas mãos das minhas. Porque o tempo passará depressa...

Há um tempo de guardar como tesouro cada efêmero minuto da sua infância.

Haverá um tempo em que já não se ouvirão portas batendo, nem haverá brinquedos na escada, ou brigas de infância, ou marcas de dedos na parede. Então olharei pra trás com alegria, não com remorso.

Haverá o tempo de me concentrar nos meus interesses, nas minhas atividades, nas outras pessoas.

Haverá um tempo de olhar pra trás e saber que esses anos em que fui mãe não foram desperdiçados.

Desejo que haja um tempo de ver meu filho como uma pessoa justa e honesta, amando a vida e sendo útil à sociedade.


DEUS,

DÁ-ME SABEDORIA PARA ENTENDER QUE HOJE É O MEU DIA COM MEUS FILHOS.

QUE NÃO HÁ MOMENTO EM SUAS VIDAS QUE NÃO SEJA IMPORTANTE.

QUE EU POSSA SABER QUE NENHUMA OUTRA CARREIRA É TÃO PRECIOSA. QUE NENHUM OUTRO TRABALHO É TÃO RECOMPENSADOR.

QUE NENHUMA OUTRA TAREFA É TÃO URGENTE.

QUE EU NÃO PROTELE, NEM NEGLIGENCIE, MAS QUE ACEITE RESPONSAVELMENTE E QUE VIBRE COM ESTE GRANDE PRIVILÉGIO DE EDUCAR.

QUE APROVEITE CADA PEQUENA OPORTUNIDADE. E QUE COMPREENDA QUE O TEMPO É CURTO E MEU TEMPO É AGORA!

"Os filhos não podem esperar" -

Helen M. Young

 

 

 

 

 



* * *

http://www.siteamigo.com/msg/o_tempo.htm

* * *

 

 

> voltar - índice

 

 



topo