Espiritualidade e Sociedade



Gismair Martins Teixeira

>   Joana de Ângelis, o imaginário espírita e os versos de Goethe


Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Gismair Martins Teixeira
>   Joana de Ângelis, o imaginário espírita e os versos de Goethe

 

>   texto completo disponível em pdf - clique aqui


(trecho inicial)


Em um colossal tratado acerca do imaginário, intitulado de “As estruturas antropológicas do imaginário”, o pesquisador francês Gilbert Durand define a matéria em termos que vão muito além dos verbetes dicionarizados que pretendem dar conta de sua definição. Para Durand, o imaginário é “o conjunto das relações de imagens que constituem o capital pensado do homo-sapiens”. Apesar da economia de palavras – comum em uma definição –, o enunciado se revela de uma vastidão incomensurável, articulando-se e dialogando com as mais diversas estruturas culturais da humanidade e seus respectivos paradigmas.

No âmbito da linguagem, uma das maneiras de o imaginário estabelecer-se de forma mais precisa, em sua característica fundamental de “relações de imagens”, é através do conceito de intertextualidade, que é apresentado pela pesquisadora em semiologia e literatura, Julia Kristeva, em sua obra “Introdução à semanálise”, nestes termos: “(...) todo texto se constrói como mosaico de citações, todo texto é absorção e transformação de um outro texto. Assim, em lugar da noção de intersubjetividade, instala-se a de intertextualidade (....)”. Em outras palavras, a intertextualidade é a relação explícita ou implícita entre os textos de quaisquer natureza. Imaginário e intertextualidade funcionam, pois, como conceitos demolidores de preconceitos,, permitindo que se possa analisar, do ponto de vista cultural, os mais variados temas.

(...)

As três vidas Joana de Ângelis

(...)

>   texto completo disponível em pdf - clique aqui para acessar
>   leiam o artigo completo em word
- clique aqui para acessar

 

Gismair Martins Teixeira é Doutor em Letras e Linguística; professor do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, da Seduce-GO.

 

Fonte original da publicação: Diário da Manhã : http://digital.dm.com.br/#!/view?e=20160210&p=23

 

*

 

Leia também de Gismair Martins Teixeira:


>  Chico Xavier, Divaldo Franco e Goiânia
>  Os 106 anos do nascimento de Chico Xavier
>  O Espiritismo e a Mulher de Preto
>  O espiritismo e o bicentenário de Dickens
>  O Etos Psicoterapêutico espírita no romance A Mulher que escreveu a Bíblia, de Moacyr Scliar
>  As faces literárias de um goiano de coração: A trajetória cultural de Emídio Brasileiro
>  Freud, o mosaico de citações e “O Livro dos Espíritos
>  Hipátia, a cinebiografia e a materialização de uma alma
>  O Intertexto Mediúnico de uma Dissertação de Mestrado e a Discursividade Espírita
>  Joana de Ângelis, o imaginário espírita e os versos de Goethe    
>  Kardec e a gênese do imaginário espírita
>  Léon Denis e a reencarnação das fontes bíblicas
>  O paraíso sob um novo olhar
>  O Relógio Belisário, de José J. Veiga e o Imaginário Espírita
>  Um gênio no laboratório de Kardec - John Milton
>  Uma alegoria evangélica sobre a missão de Kardec

 

Gismair Martins Teixeira; Maria do Socorro Pereira Lima:

>  O quadricentenário da morte de William Shakespeare e uma pergunta de Denizard Rivail




topo

 

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual