Sandia Sousa

>     Ligação com Deus

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Sandia Sousa
>     Ligação com Deus


Costuma-se dizer que algumas pessoas procuram a UMBANDA como quem procura um pronto socorro.

São pessoas que querem resolver seus problemas ou fazer pedidos, sendo que, ao conseguirem o que buscam, se afastam, às vezes, sem nem mesmo agradecer, voltando somente quando necessitarem novamente.

Alguns médiuns agem de forma equivalente. Procuram os “Centros” porque precisam trabalhar, mas não se envolvem além disso.

Não se importam com os problemas ou com o desenvolvimento da casa, e não se envolvem com nada. Não estão ligados ao local ou as pessoas, mas somente aos seus interesses pessoais. Não participam do que é proposto, nem muito menos propõem alguma coisa. Quando se encontram diante de alguma cobrança se transferem para outro lugar.

Os médiuns mais participativos, e que geralmente “levam a casa nas costas”, se ressentem, tornando-se restritivos à mudanças, pois, sem a colaboração dos demais, se sentem sozinhos.

A origem destes e de outros problemas, em qualquer lugar, principalmen­te numa religião como a UMBANDA, em pleno desenvolvimento, que exige a parti­cipação e dedicação de TODOS, é sem dúvida a falta ou o pouco ENTUSIAMO.

O entusiasmo é a força que movimenta tudo. É a fé que move e remove montanhas. O entusiasmo existe a partir da crença em si mesmo e nos outros, e acima de tudo no poder de DEUS. É a capacidade de transformar as coisas e fazer dar certo.

O entusiasmo gera abundância de idéias, de atitudes, de bons sentimentos e, principalmente, de AMOR. Entusiasmo não é oba-oba, fogo de palha ou euforia, nem somente otimismo, que é pensar positivamente sobre as coisas.

Entusiasmo é fazer, portanto é ação. É a motivação certa pra tudo. É alegria simplesmente pelo fato de ser, sem preocupações ou a condição de que vamos ter algum lucro ou recompensa.

Para provocar o entusiasmo é preciso saber APRECIAR. Apreciar é olhar o lado bom que tudo e todos têm. Afinal, se tudo provém de DEUS, então tudo tem seu lado bom! Todos temos pensamentos críticos sobre nós mesmos e sobre os outros.

Apreciar não significa negar nossas falhas e defeitos, nem dos outros. Mas sim, identificarmos os pontos positivos, nos fixarmos por alguns instantes neles e os considerarmos em nossos julgamentos. A tendência é sempre o olhar depreciativo, negativo, por isso, é tão difícil APRECIAR, e conseqüentemente, provocar o entusiasmo. Estamos sempre jogando água gelada em nós mesmos e nos outros.

Um provérbio Budista diz: “É muito importante amar sabendo reconhecer os defeitos, porém o mais importante é saber odiar reconhecendo as qualidades do outro”.

A vaidade também bloqueia o entusiasmo. Muitas pessoas que se consideram tímidas e inseguras, são na verdade vaidosas. São pessoas que não participam, não mostram seus pontos de vista, não se expõem por não aceitarem a possibilidade de errar ou de correr riscos.

Por isso, não compartilham o que sabem, por só conseguirem lidar com a ilusão da perfeição, sendo geralmente muito críticas consigo e com os outros.

A palavra ENTUSIASMO vem do Grego – “En Teos” – Estar com DEUS ou com a Divindade; exaltação ou arrebatamento extraordinário daqueles que estão sob inspiração divina; transe; LIGAÇÃO COM DEUS.

Para os Gregos qualquer realização era provocada pelo fato de se estar entusiasmado. Portanto, o entusiasmo é a ligação possível e imprescindível do Humano com o Divino.

As crianças são naturalmente entusiasmadas. Por isso, Jesus disse que é delas o reino dos Céus, porque se encon­tram mais perto Dele.

Com o tempo, mergulhamos no mundo e vamos perdendo nossa naturali­dade e nosso entusiasmo.

Assim surgem as inúmeras barreiras e obstáculos para a realização das coisas. Não fazemos muito que é para não corrermos riscos, e quando fazemos, somente mediante “seguro” e/ou “garantias”. Se entusiasmar é estar com DEUS dentro de nós; é AMAR parecido com Ele. Para os “Antigos” o entusiasmo vem de Ágape.

Ágape é o amor que Deus tem por nós. A única forma de alcançarmos a “santidade” e nos aproximarmos de Ágape é pelo ENTUSIASMO.

 


topo