Espiritualidade e Sociedade



Marcelo J. de Sousa

>     Treinamento e muito suor

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Marcelo J. de Sousa
>  Treinamento e muito suor



Futebol, vôlei, natação, basquete, atletismo, equitação, automobilismo... O destaque que os mais variados esportes têm no noticiário midiático revela o reconhecimento da população aos esforços dos valorosos atletas que treinam profissionalmente a excelência física e técnica nas modalidades.

Um atleta que deseje chegar às Olimpíadas deverá atravessar um treinamento cheio de sacrifícios e muita disciplina.

Se não elaborar um planejamento prevendo progressão gradual dos seus exercícios dentro de uma continuidade lógica e bem fundamentada, poderá sucumbir pelo esforço exagerado ou até mesmo realizar uma seqüência inapropriada de técnicas.

A fim de conhecer os limites do seu corpo e enfrentar os desafios da meta olímpica, deverá manter-se concentrado, com seriedade, exercitando o recolhimento íntimo do pensamento e tornando cada movimento consciente e monitorado.

Será necessário também abdicar de algumas horas de lazer para se dedicar ao treinamento físico todos os dias, com intervalos de descanso para meditação e contato com pessoas e ambientes que lhe ajudarão a manter a saúde mental e persistência no foco.

Exercitar, avaliar, ajustar a técnica, repetir o exercício para progredir e se superar, este será o cotidiano de suas ações.

Tudo isto com o objetivo de alcançar os louros da vitória mundial olímpica, expressão da superação dos limites físicos e da perfeição das técnicas corporais.

Quando se trata do nosso treinamento moral, o processo é muito semelhante. Para que sejamos atletas nos campos da paciência, da tolerância, do amor e outras tantas virtudes, deveremos estar inseridos também em um programa de exercícios, que exigirão continuidade, regularidade e recolhimento.

O primeiro passo é conhecer a si mesmo a fim de estabelecer um plano de exercícios integrado às suas necessidades, escolhendo as áreas do seu campo moral que exigem maior atenção e, conseqüentemente, treinamento mais intensivo.

Avaliar, através do raciocínio, as nossas atitudes, procurando mudar modelos mentais que nos prendem ao passado e atrapalham uma nova ação criadora da nossa felicidade. Recolher-se em pensamento para meditar sobre si mesmo, argumentando e desenvolvendo a sua motivação.

Em seguida, começar com estratégias simples e metas possíveis de serem alcançadas, uma vez que novos modelos mentais racionais deverão progressivamente gerar novas atitudes no Espírito, transformando-se em hábitos pela força da vontade, em processo de médio e longo prazo.

Observar as suas reações no cotidiano das relações interpessoais, realizando também um monitoramento constante para avaliar as conquistas realizadas e o que falta por fazer. Instruir-se para conhecer e aplicar os mais modernos roteiros de melhoramento, estudando o Espiritismo, a filosofia, a psicologia e demais ciências do comportamento.

E como meta final, temos o exemplo do maior atleta das virtudes que já passou pela Terra, perfeito em todos os atos - pois já havia percorrido todo o treinamento -, e que veio para ensinar o roteiro mais prático e seguro da perfeição moral, incentivando-nos a prosseguir sempre: “Sede, pois, vós outros, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial” (Mt. 5, 44).

A disciplina no trabalho de aperfeiçoamento moral do Espírito irá revelar, ao final da nossa etapa reencarnatória, se fomos atletas dedicados ou apenas esportistas de clubes de finais de semana, que treinam esporadicamente e evoluem lentamente, sem planejamento nem direção, apenas caminhando para satisfação do interesse próprio ou quando incomodados pelos sofrimentos da ociosidade.

Continuidade, regularidade e recolhimento, diz-nos Kardec (1), são necessários para o aprofundamento no estudo da Doutrina Espírita e, acrescentamos, também em qualquer outra área do desenvolvimento humano.


1 - KARDEC, Allan. Introdução ao Estudo de O Livro dos Espíritos. IN: ______. O Livro dos Espíritos.

 

Fonte: http://www.feparana.com.br/analise_noticias/treinamento.htm

 


topo