Rubens Saraceni

>    Exú Meia-Noite

Artigos, teses e publicações

Compartilhar
Rubens Saraceni
>    Exú Meia-Noite


"O sábio uso do contato com o plano espiritual pode trazer-lhes a sabedoria para escolher a direção que tomará ao andar nos momentos de escuridão, os encaminhando novamente para o plano da luz, eis que então respeitem e exercitem a humildade de ouvir e aprender, pois sempre que o fizerem estarão dando uma chance a vocês mesmos."
Sr.MN

 

"Respeitem o desconhecido e dê-lhe o espaço necessário para não lhes oferecer nenhuma ameaça, pois o fazendo terão seu espaço preservado, afastando assim qualquer chance de serem injustiçados ou feridos pela influência alheia, apeguem-se na fé sempre, e confiem nos guias que guardarem no coração, pois jamais faltarão com quem os montiver guardados consigo."
Sr.MN

"Caridade é um exercício, não um dom, ela existe para ser praticada, e quanto mais dedicar-se a ela mais próximo estarás de alcançar a humildade, e quando esta experimentar, entendarás um pouco mais sobre vida, e aqui sim, quando neste ponto chegar, poderás VIVER, e provar na plenitude o que foi criado para você."
Sr.MN

Exu da Meia Noite,pertence à linha das almas ,é chefe de falange. Pertence a linha negativa de Xangô, sendo serventia de Xangô Da Pedra Preta. Bebe licor, marafo, conhaque, uísque, Fuma charutos, cigarrilhas, trabalha muito com as moças bonitas (como são chamadas as pomba-giras). Uma de suas visões astrais é de um homem, com uma longa capa escura em volto de si. Sua guia é preto e branco, mas muito trabalham com vermelho e preto também. Trabalha com velas vermelhas, pretas, brancas, mas principalmente com as vermelhas.

Sua história é de que em sua última encarnação ele foi um rico barão,viveu em Santos. Aos 40 anos, foi a Portugal procurar uma esposa, que tinha 14 anos; casou-se com ela. Em sua noite de núpcias, a moça não sangrou como ele esperava. Porém ele sabia que ela era virgem. Contudo, ficou furioso com isso. Armou uma cilada pra ela, dizendo que ela tinha o traído. Então ela fugiu com índios, sendo que ele para procurá-la chegou a matar quase uma tribo inteira. Quando ele a encontrou, ela tinha um filho dele.

Voltou a ficar com ela, depois de um tempo, o filho dele morreu. Não demorando muito tempo, tiveram outro filho, que teve o mesmo destino do outro, falecendo depois de alguns anos. Ele com remorso, contou a história para sua esposa do que ele tinha armado; ela novamente o largou. Ele, doente, foi morrendo aos poucos em cima de uma cama; não comia, não tinha força sequer para se levantar. Morreu aos poucos...

 

História relatada no Livro Guardião da Meia Noite

 

Fonte: http://povodeluz.blogspot.com/2009/03/exu-meia-noite.html




topo

 

 

Leiam também do autor:

Rubens Saraceni

-> Apresentação a Teogonia de Umbanda
-> Entrevista de Rubens Saraceni para a Revista Sexto Sentido
-> Entrevista - Rubens Saraceni entrevista Pai Élcio de Oxalá
-> Exu-Mirim
-> Exú Meia-Noite
-> Magia
-> Médium de Umbanda
-> O Natal na Umbanda
-> Orixás universais
-> Oxumaré
-> As quatro correntes de Umbanda
-> O Sacerdote de Umbanda e o Sacerdócio Umbandista
-> Sobre a Umbanda : Caboclo das Sete Encruzilhadas fala aos Umbandistas
-> Sobre a utilização e confecção de "guias" de proteção na Umbanda

Saraceni, Rubens & Mestre Xaman
Pai Jaú - o grande mártir da Umbanda



topo