Espiritualidade e Sociedade



Dalmo Duque dos Santos

>   CVV 50 anos

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Dalmo Duque dos Santos
>   CVV 50 anos

 

29 de fevereiro de 2012

 


Jacques Conchon, sob os olhares de Chad Varah e Arnaldo Coutinho,
conduz a maratona de implantação dos plantões 24 horas nos postos CVV, em 1984.

 

No dia 01 de março de 2012 o CVV-Centro de Valorização da Vida completou 50 anos de serviços de prevenção do suicídio.

O trabalho é realizado por voluntários em plantões semanais de 4 horas e meia, através de telefone, voip, chat ou atendimento pessoal.

O primeiro plantão da entidade ocorreu numa sala cedida pela Federação Espírita do Estado de São Paulo em 1962, com a voluntária Misayo Ishioca, então aluna da 7ª Turma da Escola de Aprendizes do Evangelho.

O CVV foi uma iniciativa de Edgard Armond, que havia lido uma reportagem sobre os Samaritanos de Londres e encaminhou o recorte ao jovem Jacques Conchon com um bilhete que dizia:

"Para quem está disposto a servir, eis um boa oportunidade".

Mais tarde os jovens fundadores foram informados por Chico Xavier e Yvone Pereira que o CVV era um trabalho organizado no mundo espiritual por uma agremiação denominada Fraternidade Esperança, dirigida por Francisca Júlia e Batista Cepelos, poetas parnasianos desencarnados por suicídio. Ambos haviam confessado essa experiência em poemas psicografados por Chico.

Atualmente o CVV é uma instituição areligiosa, funciona como franquia social, possui 70 postos em várias cidades do Brasil, cerca de dois mil voluntários e realiza mais de um milhão de atendimentos por ano.

Entre os eventos comemorativos dos 50 anos constam o livro "Como Vai Você?" e o Simpósio sobre Suicídio, organizado em conjunto com o Befrienders Worldwide, entidade internacional de prevenção do suicídio fundada por Sir Edward Chad Varah.

Os 50 anos do CVV também foi lembrado, na mesma data, em solenidade na Câmara Municipal de São Paulo, em algumas capitais brasileiras e muitas cidades onde existem postos da entidade.


*  *  *

 

Fonte:
http://observadorespirita.blogspot.com.br/2012/02/50-anos-do-cvv.html

 


topo

 

Leiam outros textos do mesmo autor :

Dalmo Duque dos Santos

-> Os 40 Anos do CEAE-Genebra
-> Os 60 anos da primeira escola de Espiritismo
-> Adão não estava lá
-> André Luiz: É tudo verdade?
-> Aristóteles e o "animais espíritas"
-> Ataques a obras e autores
-> Código secreto de Chico Xavier?
-> Conhecimento e Verdade
-> Cultuar Rivail e ocultar Kardec
-> CVV 50 anos
-> De novo a pedagogia espírita
-> A degeneração do Espiritismo
-> Em busca de Kardec educador
-> Espíritas no umbral e as Escolas de Vingança
-> Espiritismo e cultos afro-indígenas: continuamos iguais nas diferenças
-> Espíritos nas escolas: encarnados e desencarnados no cotidiano escolar
-> Francisca Júlia Silva por Chico Xavier
-> Jaci Régis e o Espiritismo Laico
-> Kardec insuperável?
-> As novas gerações de espíritos
-> Plinio Marcos e os turrões espíritas
-> A proposta educativa de Jesus e do Espiritismo
-> Quem se importa com o Espiritismo?
-> Ramatis segundo Emmanuel
-> Ratatouille segundo o Espiritismo
-> Ressurreição e Reencarnação: imagens e palavras
-> Rohden, os teólogos e o Espiritismo
-> A sombria e majestosa Mantiqueira
-> A Torre do Tempo
-> A utopia de Carl Rogers
-> Vidas passadas ou reencarnação?
-> Visão estratégica de Edgard Armond se concretiza

 

 


topo