Espiritualidade e Sociedade



Francinaldo Rafael

>   Espiritismo - 154 anos de luz e consolação

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Francinaldo Rafael
>   Espiritismo - 154 anos de luz e consolação


ESPIRITISMO - 154 ANOS DE LUZ E CONSOLAÇÃO

O dia 18 de abril é especial para o espiritismo. Foi nessa data o lançamento de “O Livro dos Espíritos”, obra básica da Doutrina Espírita. No Rio Grande do Norte, desde 1996, a referida data foi oficializada como o Dia do Espírita, através de projeto do deputado Nélter Queiroz, sancionado pelo então governador Garibaldi Alves Filho.

Manhã de primavera na Europa, ano de 1857. Bem cedo chega à Livraria Dentu, em Palais Royale, na Galeria d`Orleans, em Paris, uma carruagem trazendo os 1.200 exemplares da primeira edição de uma obra que viria a mostrar novos horizontes para a humanidade. Era o dia do lançamento de “O Livro dos Espíritos”, que se constitui no mais excelente manual de ensinamentos sobre a existência e a natureza dos espíritos e suas relações com o mundo material, organizado metodicamente pelo professor Hippolyte Léon Denizard Rivail. Em virtude de ser muito conhecido e respeitado pela comunidade científica, Rivail optou pelo pseudônimo Allan Kardec. A obra deveria ser conhecida pelo seu conteúdo e não pelo nome do organizador. Kardec questionou muitos espíritos, recebeu centenas de informações das mais diversas partes do mundo. Analisou-as, ponderou-as, selecionou-as, classificou-as e abandonou muitas por suas características duvidosas. Aproveitou apenas o que era lógico e racional.

Com perfeito encadeamento de ideias, “O Livro dos Espíritos” foi organizado em sua primeira edição com 501 perguntas e respostas. Em 18 de março de 1860, foi publicada a segunda edição, definitiva, revisada e ampliada, com 1.019 perguntas e respostas. Nele, estão contidos os princípios fundamentais da Doutrina Espírita, tais como transmitidos pelos próprios espíritos, seus autores. Não é considerado obra de um homem, mas da espiritualidade. Allan Kardec, o Codificador, foi o grande escolhido para ser responsável em selecionar e organizar os itens em sequência lógica, com bom senso e espírito crítico. É um livro que abre novas perspectivas ao homem, pelas interpretações que dá à vida, observando-se as Leis Divinas, eternas e imutáveis. Esclarece as vivências sucessivas, num processo contínuo de crescimento, na busca do aperfeiçoamento através do aprendizado constante, pelo trabalho, pelas provas e pela correção dos erros. Seus ensinamentos conduzem o homem à redescoberta de si mesmo, fornecendo-lhe recursos para que compreenda, sem mistérios, quem é, de onde veio, e para onde vai.

Nas palavras do espírito Casimiro Cunha através da mediunidade de Chico Xavier, "Espiritismo é uma luz gloriosa, divina e forte, que clareia toda a vida e ilumina além da morte. É a claridade bendita do bem que aniquila o mal, o chamamento sublime da Vida Espiritual. Espiritismo é uma escola, e o mestre amado é Jesus".

Fonte: http://www2.uol.com.br/omossoroense/mudanca/conteudo/francinaldo.htm


topo