Marcelo Henrique Pereira

>    Um Guia de Ética Espírita

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Marcelo Henrique Pereira
>   Um Guia de Ética Espírita


Na chamada Era da Ética, imperioso investir em um instrumento que possa representar o compromisso de sua efetivação e a participação coletiva: um Guia de Ética. As diversas instituições públicas e privadas de nossa era deveriam investir verdadeiramente na disseminação desta idéia e, na sequencia, em sua aplicação prática.

A Ética, neste sentido, deve ser aplicada tanto na gestão interna quanto nas relações externas, permitindo, ainda, a necessária revisão, de tempos em tempos, dos padrões adotados, já que a norma não pode estar calcada sobre bases de imutabilidade e impositividade. Sempre que possível, a participação de todos os interessados deve ser fomentada, já que a interatividade franqueará uma maior participação de todos os atores envolvidos.

Na instituição espírita não poderia ser diferente. Alguns valores são considerados primordiais para integrar o chamado Código de Ética: educação; liberdade; igualdade; desenvolvimento pessoal e coletivo; satisfação; e, compromisso e responsabilidade social.

Em primeiro plano, a instituição deve se voltar para o público-alvo a que se destina, isto é, o contingente de pessoas que comparecem às reuniões; na sequencia, tendo em vista que a mensagem espírita se dirige à Sociedade como um todo, deve aplicar, em suas relações no meio externo, os mesmos parâmetros e princípios que entenda primordiais e essenciais à sua existência.

Mais especificamente no âmbito da comunicação social e da divulgação das ideias espíritas, a entidade deve primar pela busca da informação verdadeira e autenticidade e veracidade no repasse, assim como pela transparência de suas relações com terceiros.

Ao divulgar o conteúdo espírita, por quaisquer dos meios e veículos existentes, a instituição deverá contribuir para a formação integral do ser (Espírito), colocando-se, sempre que possível, no lugar do destinatário da informação. O público leitor/expectador, portanto, atuará, em contrapartida, como o maior fiscalizador do cumprimento daquela, de modo crítico e consciente, desde que suficientemente incentivado e apoiado neste mister.

O resultado, cremos, importará na formação de indivíduos mais espiritualizados, graças à disseminação de uma cultura de ética e responsabilidade em nossa Sociedade. Oxalá os indivíduos e as instituições espíritas possam se conscientizar desta impostergável tarefa!


(*) Marcelo Henrique Pereira, Mestre em Ciência Jurídica, Presidente da Associação de Divulgadores do Espiritismo de Santa Catarina e Delegado da Confederação Espírita Pan-Americana para a Grande Florianópolis (SC)

Fonte: http://aeradoespirito.sites.uol.com.br/A_ERA_DO_ESPIRITO_-_Portal/ARTIGOS/ArtigosGRs/UM_GUI_DE_ETICA_ESP_MH.html

 



topo

 

 

Leiam outros textos de Marcelo Henrique Pereira

>   30 Anos de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita
>   35 Anos de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita

>   60 anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem
>   152 anos de "O Livro dos Espíritos"
>   Ação Espírita contra a prostituição infantil
>   Amor genuíno - Doar órgãos é conceder nova chance de vida com qualidade ao semelhante
>   Apreciações Espíritas Sobre o Carnaval
>   Ataques contra o espiritismo: o remédio jurídico
>   Carnevale
>   Cataratas do Iguaçu: o sinal visível da devastação da Natureza e da poluição humana sobre a Terra
>   Catástrofes e Desencarnes em Massa
>   Cidadania e Meio-Ambiente : a questão do lixo
>   Comunicação e alteridade
>   Crianças e Mediunidade : comentários sobre a matéria de capa da revista IstoÉ, de janeiro de 2007
>   Dezenove anos de integração comunicativa
>   Dia Internacional da Imprensa Espírita
>   Do Metro ao Cento: uma Biografia para o Centenário: Herculano Pires
>   A Doutrina Espírita e a Santidade de Frei Galvão
>   Duas ou Mais Verdades
>   E se Kardec estivesse à frente do movimento espírita?
>   Elegia ao Livro Primeiro - Em homenagem a 18 de abril – Resgatando o “Espírito do Espiritismo”
>   Espiritismo, o grande desconhecido (dos Espíritas)
>   Espiritismo não é Curandeirismo!
>   Evangelizar ou Comunicar o Espiritismo?
>   A fábula de Jian Um
>   Francisco de Roma e do Brasil, entre os muitos Franciscos
>   Globalização e Massificação: Os prós e os contras
>   Herculano Pires: 30 anos de saudade!
>   Kardec, Viga-Mestre do Espiritismo (O homem, a vida, o meio, a missão)
>   Laboratório Mediúnico, a proposta
>   Máquinas de Crer?
>   Mente e Espírito
>   O Método de Kardec para dialogar (Conversar) com os Espíritos
>   Morte de crianças e jovens em acidentes: a orientação espírita
>   A música espiritual dos Beatles
>   A necessidade de estudo
>   Ombudsman da Imprensa Espírita
>   Oportunizando talentos
>   Ora, que melhora!
>   Participação dos Espíritas na Sociedade
>   Projeto genoma: confrontando as descobertas científicas com as informações espíritas
>   Próximos e distantes
>   Quem escreveu o livro?
>   Quem tem medo da morte?
>   O rebaixamento do Limbo e o destino das crianças após a morte
>   Tragédias aéreas: O medo que nos “acostumemos” com isso!
>   Transformando a fé em certeza
>   A SEDE do Espírito?
>   Um Guia de Ética Espírita
>   A união entre os espíritas
>   Unidos contra o “Apartheid” Espírita
>   Vida com dignidade
>   Violência contra o idoso
>   Vôo 1907: Acaso

 


topo