Espiritualidade e Sociedade



Rodolfo Franco Puttini

Medicina e Religião no Espaço Hospitalar

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Rodolfo Franco Puttini
>  Medicina e Religião no Espaço Hospitalar


*** - tese disponível em pdf. -> clique aqui para acessar o texto

 

Medicina e Religião no Espaço Hospitalar

 

TESE DE DOUTORADO APRESENTADA À PÓSGRADUAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE DOUTOR EM SAÚDE COLETIVA

 

 

Resumo


Com o propósito inicial de identificar e analisar as características e a emergência de instituições hospitalares administradas por religiosos do espiritismo, o objetivo deste trabalho é compreender as relações entre diferentes agentes terapêuticos, que utilizam simultaneamente terapias religiosas e médicas no espaço médico.

Escolhemos apenas uma organização hospitalar que oferece assistência médica e espiritual às pessoas portadoras de deficiências múltiplas. Utilizamos a metodologia de Pierre Bourdieu (praxiologia), elaboramos entrevistas estruturadas e as aplicamos a agentes religiosos e profissionais da saúde com roteiros específicos.

Depois de interpretarmos a literatura espírita (Allan Kardec, Bezerra de Menezes, André Luiz e médicos espíritas), analisamos as relações de forças entre quatro tipos de agentes: agentes religiosos espíritas, agentes espíritas dirigentes, agentes religiosos híbridos, agentes profissionais da saúde e agentes profissionais da saúde híbridos. Nesse contexto, identificamos um caso de cura híbrida, espiritual e biomédica.

Concluímos a respeito de um campo de lutas simbólicas entre agentes. Nesse espaço hospitalar de natureza híbrida, que favorece a compreensão das relações entre agentes que utilizam práticas terapêuticas simultaneamente médica e religiosa, destacamos: o mercado de bens espirituais, as estratégias utilizadas no processo de produção e distribuição dos serviços terapêuticos espíritas e a circulação de bens de salvação dentro do campo religioso.

 

Sumário

Capítulo I: Problema, revisão bibliográfica, objetivos e metodologias
1. Apresentação do problema: espaço médico ou espaço religioso?
2. Doença, saúde e terapias espíritas
3. Objetivos
4. Enfoques metodológicos e procedimentos técnicos

Capítulo II: O contexto dos hospitais psiquiátricos mantidos por espíritas
1. Sobre a institucionalização dos hospitais no Brasil
2. A institucionalização dos hospitais psiquiátricos no Brasil
3. Filantropia e os hospitais administrados por praticantes do espiritismo no Brasil
4. Características dos hospitais espíritas no Estado de São Paulo

Capítulo III: As concepções do mundo espíritas
1. A cosmovisão kardequiana das doenças: aflições e sofrimentos gerais
1.1. Doenças espirituais: deficiência mental e loucura
1.2. Perispírito e doença espiritual
2. A produção doutrinária e os fundamentos cientificistas do espiritismo Kardecista
3. As terapêuticas e as curas espirituais
3.1. Mediunidade e loucura
4. Bezerra de Menezes e André Luiz: o projeto de uma psiquiatria espírita no Brasil
5. A organização corporativa de médicos espíritas e a produção literária espírita recente

Capítulo IV: A constituição simbólica do espaço médico espírita
1. O espaço da prática médica
2. O espaço da prática religiosa espírita
3. O espaço da produção de bens simbólicos
4. Espaços e agentes em interações simbólicas

Capítulo V: Um caso de cura?
1. O caso Silva
2. A título de conclusão


Referências bibliográficas


*** - tese disponível em pdf. -> clique aqui para acessar o texto

 


Fonte: http://www.hoje.org.br/site/artigos.php

 



topo