Espiritualidade e Sociedade



Aylton Paiva


>   Espiritismo e Política

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Aylton Paiva
>   Espiritismo e Política

 

>   texto completo em pdf - clique aqui para acessar -

 

(trecho)

"O texto de Espiritismo e Política será base para pesquisas, debates e seminários, abrindo um quadro amplo para a reflexão de como o espiritismo pode e deve atuar no campo político e social. Sem comprometer-se com legendas ou partidos, mas intervindo a nível de ideias, o espiritismo está apto a contribuir para a equação de soluções consistentes aos angustiantes problemas gerados pelo progresso, pela urbanização e pelo contingente humano que estagia no planeta, em busca soluções definitivas.

Neste livro, Aylton Paiva traz sua parte, o esforço de seu pensamento. Abre, com isso, uma nova frente para a participação espírita no social, no político".

(...)

"Para nós, a política é a ciência de criar o bem de todos e nesse princípio nos firmaremos."
Deputado dr. Adolfo Bezerra de Menezes
(Citado por Freitas Nobre em discurso, publicado no Diário do Congresso Nacional, Seção I, n.° 98, de 29/08/81).

Haverá alguma relação entre espiritismo e política?

Esta é uma pergunta que em muitos lugares temos lido e para a qual há sempre uma resposta negativa: espiritismo nada tem a ver com Política. No entanto, tais respostas apressadas e, muitas vezes, vazadas em preocupante tom de que seja até "um pecado", são frutos de desinformação e de preconceitos consagrados.

Sob o aspecto filosófico, o espiritismo tem a ver e muito com a Política, já que esta deve ser a arte de administrar a sociedade de forma justa.

Em sua obra básica, O Livro dos Espíritos, o espiritismo consagra 405 questões, ou seja, da pergunta n.° 614 a 1018, para tratar das Leis de Adoração, Trabalho, Reprodução, Conservação, Destruição, Sociedade, Progresso, Igualdade, Liberdade e Justiça, Amor e Caridade. Tais questões envolvem, portanto, o homem no seu relacionamento com o Criador da vida, com o planeta em que vive, com seus semelhantes, com as sociedades de que participa.

Logo, sob o aspecto filosófico, o espiritismo apresenta normas políticas.

O que não se deve, nem se pode, é confundir essa visão política com a política partidária, ou seja, a política aplicada que os homens devem exercitar nos núcleos, nas agremiações partidárias.


>   continue a ler - texto completo em pdf - clique aqui para acessar -


 
Fonte:
PENSE - Pensamento Social Espírita
Setembro de 1982 - DICESP
— Divulgação Cultural Espírita S/C Editora / Santos — SP — Brasil

 


topo

 


Leiam de Aylton Paiva,
-> Espiritismo e Participação Política
-> Os Espíritas e a eleição
-> Espiritismo e Política
-> A Filosofia Espírita e seus Aspectos Sociais

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual