Espiritualidade e Sociedade



Fernando Ortiz

>    A Filosofia Penal dos Espíritas: Estudo de Filosofia Jurídica

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Fernando Ortiz
>    A Filosofia Penal dos Espíritas: Estudo de Filosofia Jurídica

 

* publicação em pdf - clique aqui para acessar


Tradução de Carlos Imbassahy
Prefácio de Deolindo Amorim

 

(Trecho)

Esta obra é um dos grandes clássicos do pensamento social espírita. Trata-se de um livro essencial na estante de qualquer estudioso da filosofia espírita e da jurisprudência. O autor, o escritor e antropólogo cubano Fernando Ortiz Fernández, deixa bem claro logo no início do livro que não é espírita, fato esse que lhe dá uma isenção filosófica que pode ser conferida na leitura desse amplo estudo quer faz acerca da filosofia penal espírita, confrontando-a com várias correntes filosóficas.

(...)

Professor da Universidade de Havana, Antropólogo, etnólogo, sociólogo, jurista e linguista, Ortiz é cubano, nascido em 16 de julho de 1881. É considerado um dos maiores intelectuais da América Latina. Escreveu mais de 100 obras sobre os mais variados assuntos. Dotado de uma prodigiosa cultura geral, foi professor universitário, fundador de várias instituições culturais e uma das maiores autoridades no estudo da cultura africana. Desencarnou em 1969. Escrito em 1951, o livro foi traduzido pelo escritor e pensador espírita Carlos Imbassahy

(...)

Fernando Ortiz e a criminologia moderna

Deolindo Amorim

A evolução da criminologia ampliou muito a perspectiva dos estudos inerentes à delinquência. Anteriormente, ainda que se tivesse a intuição do problema criminal em suas relações com as ciências sociais, apenas os especialistas, divididos em grupos, segundo as escolas tradicionais e suas tendências doutrinárias, se preocupavam com as questões atinentes à criminologia, cujo campo não tinha, como tem hoje, tanta elasticidade. O problema criminal, a bem dizer, era assunto exclusivo dos juristas e, como especialização, dos estudiosos do direito penal. Hoje, porém, a não ser quanto à técnica do direito penal, que exige, é claro, cultura especializada, o problema criminal interessa tanto ao penalista, como ao sociólogo, ao jornalista, ao teólogo. Não há quem não deseje, em sã consciência, uma sociedade melhor.

(...)

Diga-se, desde já, que Fernando Ortiz não é espiritista. Pretende ele, porém, colocado simplesmente na posição de criminalista, aliás avançado senão corajoso, mostrar que a filosofia espírita pode esclarecer alguns aspectos da criminologia moderna.

GAZETA JUDICIÁRIA - Rio de Janeiro, 31 de maio de 1951


* publicação em pdf - clique aqui para acessar e continuar a ler

 

Fonte: PENSE - Pensamento Social Espírita / www.viasantos.com/pense
maio de 2009



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual