Espiritualidade e Sociedade





Antonio Torres Montenegro

>    História do espiritismo em São Paulo - Espiritismo progressista: pensamento e ação de Rino Curti - Resenha

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Antonio Torres Montenegro (Professor da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE)
>   História do espiritismo em São Paulo - Espiritismo progressista: pensamento e ação de Rino Curti, de Alice Beatriz da Silva Gordo Lang e Maria de Lourdes Mônaco Janotti - Resenha

 

*   texto disponível em pdf - clique aqui para acessar


(trecho inicial)

O livro que Alice Beatriz da Silva Gordo Lang e Maria de Lourdes Mônaco Janotti construíram recupera uma história, para muitos de nós, silenciosa e desconhecida. Afinal, embora hoje, em pleno século XXI, não se imagine possível qualquer forma de discriminação religiosa, cultural ou política ao espiritismo, num passado ainda recente, a prática era outra.

Basta rememorar a década de 1950. Neste período, encontramos a Igreja Católica, através da Encíclica Fidei Donum, convocando os padres das dioceses da Europa, EUA e Canadá para emigrarem, em missão, para a África e América Latina, com o objetivo de combater o comunismo, o espiritismo e o protestantismo.

Entretanto, para nossa alegria, podemos constatar que esse movimento sectário e discricionário da Igreja Católica não obteve sucesso. E hoje, o espiritismo no Brasil congrega uma importante rede de pessoas, como essa obra – Espiritismo progressista: pensamento e ação de Rino Curti – possibilita perceber.

(...) o livro, além de situar historicamente o espiritismo na França e no Brasil, conduz o leitor através da vida e obra de Rino Curti. Através de entrevistas gravadas em 2002 e 2003 as autoras, à medida que apresentam o relato construído por Rino Curti acerca da sua vida, situam historicamente os principais temas, acontecimentos e aspectos por este abordados. A metodologia da narrativa escrita revela um primoroso trabalho de pesquisa em diferentes fontes documentais, inclusive entrevistando outras pessoas do círculo de amigos e familiares de Rino, de maneira a oferecer ao leitor um quadro amplo de informações, que transforma cada tópico abordado na narrativa oral em um amplo painel social, político, econômico e cultural do espiritismo no Brasil, e mesmo no Ocidente.

No entanto, as autoras tiveram ainda um outro desafio na pesquisa. O de mergulhar na extensa obra de Rino Curti, que contempla um número aproximado de quarenta livros sob a temática espírita e a mesma quantidade entre apostilas e livros sobre temas relacionados a questões científicas e profissionais. Esse percurso biográfico e bibliográfico obrigou as autoras a uma sucinta abordagem das dezenas de temas centrais aos livros, artigos e apostilas do biografado, apresentando um intelectual incansável, que trabalharia até seus últimos momentos.

A contribuição de Rino Curti à doutrina espírita iria estender-se além do campo intelectual, revelando também um educador arrojado, com um projeto didático-pedagógico que tinha como meta final a fundação de uma Faculdade Espírita. Embora não tenha vivido o suficiente para realizar este projeto, as escolas que criou, voltadas para crianças a partir dos três anos até a fase adulta, apontam como a educação era considerada por ele como fundamental para o desenvolvimento espiritual. O fato de ter sido professor da Escola Politécnica da USP, durante 25 anos, possivelmente contribuiu para essa percepção da importância da educação na formação das pessoas.

 

*   texto disponível em pdf - clique aqui para acessar e continuar e ler

 

Fonte: História Oral, v. 8, n. 2, p. 243-247, jul.-dez. 2005

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual