Mauricio Mendonça

>   Espiritismo e Ciência

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Mauricio Mendonça
>   Espiritismo e Ciência

 

Original completo em "Pesquisas da Sobrevivência da Alma"

 

*  texto disponível em pdf - clique aqui para acessar

 

 

(trecho inicial)

 

(...)

LAKATOS E OS PROGRAMAS DE PESQUISA CIENTÍFICA

Contrariando Popper, Lakatos defendeu a idéia de que “são exatamente as teorias científicas mais admiradas que simplesmente falham em proibir qualquer estado observável de coisas”, ou seja, as teorias científicas seriam irrefutáveis. Portanto o critério de refutabilidade seria no mínimo insuficiente para determinar a cientificidade de uma teoria.

Lakatos afirma que um programa de pesquisa científica deve ter um núcleo principal rígido com os princípios da teoria, e um cinturão de hipóteses protetoras que podem sofrer adaptações/ no decorrer do desenvolvimento da ciência. Esse conjunto de preposições devem ser coerentes entre si e devem poder prever fatos novos, além de apresentar desenvolvimentos significativos no programa de pesquisa e em suas teorias.

O núcleo rígido (hard core) de um programa e aquilo que essencialmente o identifica e caracteriza, constituindo-se de uma ou mais hipóteses teóricas. Eis alguns exemplos. O núcleo rígido da cosmologia aristotélica inclui, entre outras, as hipóteses da finitude e esfericidade do Universo, a impossibilidade do vazio, os movimentos naturais, a incorruptibilidade dos céus.

O núcleo da astronomia copernicaniana consiste das assunções de que a Terra gira sobre si mesma em um dia e em torno do Sol em um ano, e de que os demais planetas também orbitam o Sol. O da mecânica newtoniana é formado das três leis dinâmicas e da lei da gravitação universal. O da teoria especial da relatividade, o principio da relatividade e a constância da velocidade da luz; o da teoria da evolução de Darwin-Wallace, o mecanismo da seleção natural.

Por "uma decisão metodológica de seus protagonistas" (Lakatos 1970, p. 133), o núcleo rígido de um programa de pesquisa é "decretado" não-refutável. Possíveis discrepâncias com os resultados empíricos são eliminadas pela modificação das hipóteses do cinturão protetor.

Como podemos notar da citação acima, os modernos conceitos de ciência, mais realistas, deixam transparecer o caráter claramente humano da ciência, que passa a ser então vista como um fruto das convicções de um grupo social (que "decreta" que o núcleo rígido de seu programa de pesquisa é não-refutável), com todo o seu conteúdo de crenças e descrenças e, portanto, de subjetivismo. Enfim, assume-se claramente a realidade de que não existe um método 100% "objetivo e seguro" de se fazer ciência.

 

 

*  texto disponível em pdf - clique aqui para acessar



Mauricio Mendonça - Instituto de Pesquisa de Ciência Espírita do Ceara - IPCE




Leiam de Maurício Mendonça
 A decadência dos fenômenos mediúnicos de efeitos físicos
 Espiritismo e Ciência
 Regressão de Memória. Características

 


topo