Maria Aparecida C. Linares

>   1° Centenário da Umbanda

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Maria Aparecida C. Linares
>   1° Centenário da Umbanda



O "MARCO ZERO" da Umbanda
é contado da primeira manifestação do Caboclo das Sete Encruzilhadas, no seu médium Zélio Fernandino de Moraes.


Isto ocorreu no dia 15 de Novembro de 1908, em São Gonçalo das Neves - no Estado do Rio de Janeiro, desta forma, dentro de pouco menos de dois anos, estaremos comemorando o 1º Centenário da Umbanda.

Um século de existência é um espaço de tempo muito grande para qualquer empreendimento, todavia, tratando-se de religião é, na verdade, apenas o começo. Por exemplo: o Cristianismo tem mais de 20 séculos; o Judaísmo, o budismo e o islamismo também são instituições muito antigas. Cada uma delas, à sua forma e maneira, procuraram perpetuar através de obras grandiosas, o crescimento de suas doutrinas religiosas, erguendo igrejas, catedrais, monumentos como o Vaticano ou a "Akaba" Islâmica, da mesma forma que milhares de anos antes, os egípcios construíram seus Templos e Pirâmides. Na Umbanda prevalece, em todos os segmentos sérios, a humildade.

Pai Ronaldo Linares cunhou uma frase que define bem esta tendência umbandista, a saber:

"O umbandista não precisa de uma catedral como só o gênio humano é capaz de construir. Ele só precisa de um pouco de natureza, como só Deus foi capaz de criar".

Nestes últimos quarenta anos, Pai Ronaldo vem transformando a imensa destruição causada pela Pedreira Montanhão na "Meca dos Umbandistas - o Santuário Nacional da Umbanda.

Os usuários ficam maravilhados quando visitam o Vale dos Orixás no SANTUÁRIO, com a grandiosidade dos monumentos ali existentes. Tudo é muito grande, muito bonito e, sobretudo, muito bem cuidado. São ao todo, atualmente, onze monumentos medindo em média 10 metros de altura cada.

Cada um deles representa o Orixá como é visto na Umbanda e como é visto no Candomblé. Assim, temos:

Inhaçã, Santa Bárbara; Ibei­jis, Cosme, Damião e Doum; Oxum, Nossa Senhora da Con­cei­ção; Iemanjá, imagem exclusiva da Umbanda, tem inúmeros Sincretismos: Nossa Senhora dos Navegantes e praticamente, todas as representações cristãs da Mãe de Jesus; Oxosse, São Sebastião; Ogum, São Jorge; Xangô, Moisés - São Jerônimo, outra criação exclusiva da Umbanda; Nanã, Sant'ana; Abaluaiê São Lázaro e até mesmo uma réplica com quase 10m de altura do: Cristo Redentor da Guanabara.

Tudo isso realizado de forma ecológica e sadia, respeitando a natureza que, neste local, foi recuperada pela instituição que Pai Ronaldo preside: a FEDERAÇÃO UMBANDISTA DO GRANDE "ABC".

Outros monumentos encontram-se em fase de construção, tais como:

Santa Sara Kali: Protetora do povo cigano, tão em evidência na Umbanda de hoje; Zé Pilintra: Monumento gigante ao popular Zé Pilintra e também aos BAIANOS, de tanto agrado dos nordestinos.

Com todas essas realizações seria lógico que a Federação Umbandista do Grande "ABC" e seu presidente Pai Ronaldo Linares cruzassem os braços e dormissem sobre os louros da vitória. MAS NÃO! Nem bem um monumento, ou um detalhe do Santuário Nacional da Umbanda fica pronto, Pai Ronaldo movimenta toda sua equipe partem para uma nova em­preitada.

Porém, desta vez EXAGEROU!

Para comemorar condignamente o 1º Centenário da Umbanda, já está construindo o monumento do século: O coroamento de sua vida consagrada a Umbanda:

A maior imagem de Oxalá do mundo! Para isso, já há mais de um mês, o escultor Heije Takata (e auxiliares) vem trabalhando no modelo. Só a imagem terá 12m de altura. O pedestal com motivos alusivos ao 1º Centenário da Umban­da medirá 6m de altura e trará, nas quatro faces, altos relevos das figuras de: OXALUFÃ e OXAGUIÃ do CAN­DOM­BLÉ, além do busto de: PAI ZÉLIO FERNANDINO DE MORAES

A inauguração do monumento já tem data marcada: 15 de NOVEMBRO de 2008

Deverá contar com a presença das mais importantes personalidades Umbandistas do Brasil e do exterior.

. Marcelo Fritz, do ICAPRA;
. Wagner Veneziani, da Editora Madras;
. Fernando Moretto, da Revista Orixás;
. Marques Rebelo, da Revista Espiritual de Umbanda;
. Alexandre Cumino, do Jornal Umbanda Sagrada;
. Norma de Inhaçã, da Liga das Mulheres Umbandistas do Estado de São Paulo; . Rubens Saraceni, da TV Espiritualista;
. Dra. Heleni de Paiva, da Liga das Mulheres Umbandistas do Estado de S. Paulo,
entre outros, que estarão também abrilhantando o evento do século.



topo