Lúcia Amaral Kfouri

>   Por que ouvir uma palestra se o que quero é "tomar passe"?

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Lúcia Amaral Kfouri
>   Por que ouvir uma palestra se o que quero é "tomar passe"?

 

Transcrevemos abaixo parte de um artigo publicado na Revista Espírita Allan Kardec, de n° 10, de autoria de Lúcia Amaral Kfouri, que explica muito bem a importância de se ouvir a palestra do Evangelho antes do tratamento espiritual através de passes:


Para muitas criaturas, o tratamento espiritual consiste apenas no momento do passe. No íntimo, os indivíduos vêem o passe como algo meio sobrenatural, capaz de modificar tudo, sanar qualquer mal, desfazer sumariamente qualquer problema. O passe é tido, para muitos, como o remédio mágico!

E se pudéssemos atingir o interior de muitas pessoas, por certo constataríamos que elas não querem “perder muito tempo” dentro de uma Casa de Oração. O tratamento espiritual deveria ser, para elas, o mais rápido possível.

É, todo mundo hoje tem pressa, principalmente os que vivem numa capital tão atingida como a paulista, só que um tratamento espiritual tem muito a ver com o tratamento médico a que nos submetemos aqui na Terra. E todos nós sabemos que uma doença não se cura da noite para o dia.

Se uma criatura está em tratamento espiritual, é porque não está em harmonia consigo mesma. Esta desarmonia pode se manifestar através de obsessões, doenças físicas, problemas familiares ou sociais. Nestas circunstâncias, ao se dirigir a uma Casa Espírita, geralmente ela está intranqüila, senão pelas próprias aflições, pelo dia atribulado que teve até chegar ao local. Seus pensamentos estão ocupados com várias questões e pode muito bem acontecer com uma irritação, nervosismo, agitação ou mesmo mal-estar.

Como ela, muitas outras pessoas estão sentadas na sala do Centro Espírita. Suponhamos que estas criaturas, assim que chegassem, fossem, de imediato, encaminhadas ao passe. Poderiam ser beneficiadas?

Bem, é preciso que sejamos verdadeiros: o benefício sempre acontece, apenas não se dá por inteiro.

O passe é transmissão de energia, doada pelo Plano Espiritual mais elevado. Como é que poderemos entrar em sintonia com este plano, se estamos com o pensamento voltado para outras questões, às vezes até nocivas?! É difícil.

Os pensamentos que temos se propagam como ondas vibratórias e são poderosos atrativos para outros afins. Quem é que já não se deu conta do que lhe ocorre, quando começa a pensar em fatos tristes? A cada momento vai ficando mais triste. Se, ao contrário, procura Ter atitudes mentais otimistas, idéias elevadas, aos poucos percebe um bem-estar se instalando em seu íntimo. É questão de afinidade, não há mistério.

Por outro lado, é preciso considerar que, uma pessoa em tratamento espiritual, não está bem consigo mesma. Para que volte a se equilibrar interiormente, há o recurso do passe, que auxilia muito, sem dúvida alguma, mas se a própria pessoa não modificar sua maneira de agir, de encarar o seu cotidiano, muitas vezes basta apenas que atinja a rua, para que o mal-estar volte a consumi-la.

Os espíritos bons estão aí para nos auxiliar. No entanto, por mais que desejem nosso bem, não nos podem forçar a modificar nosso comportamento diante da vida. Aí está a razão por que muitos indivíduos alegam:

- Tomei uma série de enorme de passes e não adiantou nada.

Seria o caso de perguntarmos:

- E sua parte, você fez?

O Espiritismo não aceita milagres. A evolução é um processo individual, é trabalho pessoal, e se não houver ao menos a tentativa para uma melhoria interior, não haverá passe que dê jeito...

Aquela pequena palestra de 15 minutos, que antecede o momento do passe, tem portanto, sua finalidade altamente importante.

Além de uniformizar o pensamento dos presentes, procurando elevá-los e assim obter melhor sintonia com um plano dos espíritos bons, ela tem como objetivo básico fazer com que o indivíduo pare e medite sobre os rumos que vem dando à sua vida. A intenção primeira é levar para toda uma assistência os ensinamentos deixados por Jesus e os princípios da Codificação Espírita. Embora o ouvinte imagine esses 15 minutos sem muito significado, no íntimo, a alma e, aos poucos, ele vai procurando se melhorar e, sem se dar conta, percebe que o tratamento espiritual deu certo.



topo

 

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual