José Herculano Pires

>   Que Ciência é essa?

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

José Herculano Pires
>   Que Ciência é essa?

Jornal Espírita - julho de 1975

 

Encarando-o por uma perspectiva puramente cultural, o Espitismo é filho da era científica. No plano religioso, ele se apresenta como o desenvolvimento histórico do Cristianismo. Numa visão espiritual, é a III Revelação do processo judeu-cristão, prometida pelo próprio Cristo, para quando os homens estivessem em condições de compreendê-lo.

Esta colocação do problema espírita é suficiente para mostrar sua complexidade e, ao mesmo tempo, revelar a leviandade dos que procuram denegrí-lo sem o conhecer. Proponho-me a tratar aqui do problema específico da Ciência Espírita, essa desconhecida. Mas, como é natural em se tratando de doutrina tão complexa e admiravelmente estruturada, serei obrigado, de vez em quando, a me referir aos problemas de outras áreas, que se ligam à questão científica.

Muitas pessoas me perguntam, quando me refiro a essa questão: "Que ciência é essa?" Em geral, considera-se o espiritismo como uma espécie de seita religiosa. Entre os próprios espíritas, fala-se muito em Ciência Espírita, mas ninguém sabe explicar do que se trata. É natural que isso aconteça, num país em que só agora o nível cultural do povo está se elevando, o que não permitiu o real desenvolvimento dos estudos espíritas, sempre realizados de maneira canhestra, sem o método e o rigor ncessários. Mas, o tempo chegou, e nele estamos, em que as imprecisões e as confusões devem ser superadas o mais depressa possível.

Não tenho a pretensão de ser mestre no assunto, mas estou seguro de conhecê-lo o suficiente para corresponder à confiança do amigos do Jornal Espírita, que me convidaram a tratar do assunto. Tudo farei para acertar e me considerarei muito feliz, se os leitores quiserem me ajudar com suas sugestões e suas correções, no caso de algum deslize. No Espiritismo, somos todos aprendizes e devemos ajudar-nos mutuamente, sem vaidade e sem melindres, se quisermos tocar com a ponta dos dedos a fimbria da túnica da Verdade. Vamos aos fatos.

Parece-me bastante clara a posição de Kardec, ao afirmar que as Ciências, até o seu tempo, só tratavam de questões materiais, deixando às religiões os problemas espirituais. Essa anomalia chegou até os nossos dias, apoiada em pressupostos filosóficos, como os do criticismo de Kant, que negavam a possibilidade de conhecermos racionalmente as questões fundamentais do espírito. Mas agora, as coisas se modificaram, diante dos resultados surpreendentes do avanço científico do nosso século. E o importante é que esses resultados confirmam o acerto de Kardec, ao tratar da necessidade de uma Ciência do Espírito que, segundo ele afirmava, deve andar de mãos dadas com a Ciência da Matéria.

A lógica de Kardec é irretorquível. Toda a realidade que conhecemos decorre de um processo dialético produzido pela relação constante e a universal interação de espírito e matéria. Nada é só espírito e nada é só matéria. Desde o átomo até às galaxias, às constelações no Infinito, o Universo conhecido se apresenta como o resultado da ação do espírito sobre a matéria e da reação desta sobre aquele. É um equívoco a luta ideológica entre Materialismo e Espiritualismo. A Ciência, no pleno sentido do termo, não pode limitar-se apenas a um dos aspectos da realidade.

Essa posição de Kardec seria suficiente para mostrar a grandeza do seu gênio, mas os homens de ciência, apegados a uma terminologia rígida, entenderam que Kardec se enganava, tomando o que chamavam de força ou energia por espírito, além disso, convencidos de que os problemas espirituais pertenciam ao passado supersticioso da humanidade, revoltaram-se com a pretensão de Kardec e passaram a tratá-lo como um visionário.

Um século depois, vemos a Ciência da Matéria tocando, com os dedos trêmulos de Tomé, as chagas da verdade crucificada, que ressuscita em seu corpo espiritual. Naturalmente, há resistência no campo científico e os sabichões (como Richet os classificou) continuarão ainda por muito tempo a bater a cabeça contra o muro da evidência. Mas, o número de cientistas que aceitam hoje a tese de Kardec (mesmo sem conhecê-la) aumenta sem cessar em todo o mundo, até mesmo as áreas do materialismo estatal. Chegará o momento, já bem próximo, em que os sabichões também terão de curvar-se ante a verdade evidente.

A Ciência Espírita não tem por finalidade combater ou superar a Ciência da Matéria, mas apenas dar-lhe as mãos para um trabalho em conjunto. As questões científicas não se resolvem com palavras, através da pesquisa. E a pesquisa científica não pode furtar-se à realidade dos seus próprios resultados.

As conquistas mais recentes da pesquisa científica material levaram a cultura do século a uma encruzilhada decisiva. O fantasma do Espiritismo, que só assustava as religiões, está agora transformando os laboratórios científicos em casas mal-assombradas. Mas, como os cientístas em geral não acreditam em assombrações, nem tem o Diabo, é de esperar-se que o fantasma seja bem sucedido nessas incursões. Os verdadeiros cientistas acabarão fazendo-se amigos e companheiros desse intrujão. Como previu Sir Oliver Lodge, homens e espíritos passarão a trabalhar juntos.

Obs: J. Herculano Pires desencarnou em 09 de março de 1979.


Fonte: Jornal Espírita - julho de 1975 - Nº. 1 - pág 4
http://www.feesp.com.br/divulgacao/pag_jespirita_materia2.htm

http://aeradoespirito.sites.uol.com.br/




topo


Leia também de José Herculano Pires:

seta dupla verde claro direita   100 anos de "O Livro dos Espíritos"
seta dupla verde claro direita   Agonia das Religiões
seta dupla verde claro direita   Arigó: vida, mediunidade e martírio
seta dupla verde claro direita   Biografias e bibliografia
seta dupla verde claro direita   O Centro e a Comunidade

seta dupla verde claro direita   Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   O Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   Ciência Espírita e suas implicações terapêuticas
seta dupla verde claro direita   Ciência e Superstição
seta dupla verde claro direita   Conceito de mediunidade
seta dupla verde claro direita   Concepção Existencial de Deus
seta dupla verde claro direita   Conteúdo Resumido das Obras de J. Herculano Pires
seta dupla verde claro direita   A Criação do Homem
seta dupla verde claro direita   Curso Dinâmico de Espiritismo - O Grande Desconhecido
seta dupla verde claro direita   Da Serenidade Humana
seta dupla verde claro direita   Das necessidades das sessões espíritas e das condições para a sua realização
seta dupla verde claro direita   Desaparece o Sectarismo à medida que se desenvolve o Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Desenvolvimento Científico

seta dupla verde claro direita   A Desfiguração do Cristo
seta dupla verde claro direita   O Despertar da Existência
seta dupla verde claro direita   DEUS

seta dupla verde claro direita   Educação para a Morte
seta dupla verde claro direita   Epistemologia Espírita
seta dupla verde claro direita   Espiritismo Dialético
seta dupla verde claro direita   O Espírito e o Tempo
seta dupla verde claro direita   Evolução Espiritual do Homem - Na perspectiva da Doutrina Espírita
seta dupla verde claro direita   Filosofia viva e racional, sem o espírito de sistema

seta dupla verde claro direita   O Homem Novo
seta dupla verde claro direita   O Infinito e o Finito
seta dupla verde claro direita   Introdução à Filosofia Espírita
seta dupla verde claro direita   Irrefutáveis as provas da sobrevivência humana

seta dupla verde claro direita   A Lenda do dilúvio
seta dupla verde claro direita   Mediunidade
seta dupla verde claro direita   O Menino e o Anjo
seta dupla verde claro direita   O Método de Kardec
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Bem e do Mal
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte
seta dupla verde claro direita   Na Hora do Testemunho
seta dupla verde claro direita   Nascimento da Educação Espírita
seta dupla verde claro direita   No Limiar do Amanhã - (Lições de Espiritismo)
seta dupla verde claro direita   Obsessão - o Passe – a Doutrinação
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia e Interpretações Pessoais
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia Hoje e Amanhã
seta dupla verde claro direita   Pedagogia Espírita
seta dupla verde claro direita   A Pedagogia de Jesus

seta dupla verde claro direita   A Pedra e o Joio
seta dupla verde claro direita   Pesquisa sobre o Amor
seta dupla verde claro direita   O Problema da violência

seta dupla verde claro direita   Que Ciência é essa?

seta dupla verde claro direita   O Reino
seta dupla verde claro direita   Revisão do Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Sentido da Vida
seta dupla verde claro direita   Os Sonhos de Liberdade
seta dupla verde claro direita   Os Três Caminhos de Hécate
seta dupla verde claro direita   Uma tomada de consciência
seta dupla verde claro direita   Vampirismo
seta dupla verde claro direita   Visão Espírita da Bíblia

José Herculano Pires & Júlio Abreu Filho
seta dupla verde claro direita   O Verbo e a carne

José Herculano Pires, (Irmão Saulo); Maria Dolores; Chico Xavier
seta dupla verde claro direita   A Dor e o Tempo / Elevação

José Herculano Pires; Marcelo Henrique Pereira
seta dupla verde claro direita   A Gnosis Espírita



veja também sobre Herculano Pires:


      Mariotti, Humberto & Ramos, Clóvis
seta dupla verde claro direita  Filósofo Herculano Pires e Poeta

      Rizzini, Jorge
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o Apóstolo de Kardec - o Homem, a Vida, a Obra
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o fiel tradutor de Kardec

      Mollo, Elio
seta dupla verde claro direita  José Herculano Pires - pequena biografia

 


topo