José Herculano Pires

>   Pedagogia Espírita

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

José Herculano Pires
>   Pedagogia Espírita

 

- texto disponível completo em word -> clique para acessar

 


Conteúdo resumido

Seguindo os passos de Kardec, que chama a atenção para a necessidade de educarmos na compreensão das potencialidades do indivíduo e no respeito ao seu modo de ser, Herculano demonstra que a educação da criança e do jovem deve levar em consideração o respeito às necessidades, aptidões e desejos do educando. A possibilidade de ser feliz depende do respeito à personalidade de cada indivíduo, educado à luz dos ensinamentos do Mestre Jesus.

Mostra o autor a necessidade e possibilidade do auxílio aos educandos na utilização dos vínculos de amor tecidos através dos séculos, utilizando a estimulação da Doutrina Espírita.
A educação tradicional, fruto de uma sociedade “baseada no lucro”, não consegue promover a transcendência, o domínio das paixões, a superação da animalidade, a incapacidade de ser feliz e auxiliar o outro a conseguir a felicidade.

A Educação Espírita visa o desenvolvimento pleno do indivíduo, considerando-o um ser imortal e cósmico. Ressuscitando os ensinamentos de irmãos mais maduros espiritualmente, e os exemplos de Jesus, possibilita compreender o educando como “centelha divina, inteligência do Universo”, como lembra O Livro dos Espíritos, “deuses e luzes”, segundo Jesus.

- texto completo -> em word - clique para acessar

________


Por que Educação Espírita?

por Heloísa Ferraz Pires

José Herculano compreendeu Kardec quando o mestre de Lyon chama a atenção para a necessidade de educarmos na compreensão das potencialidades do indivíduo e no respeito ao seu modo de ser. Kardec lembra que um dos grandes empecilhos para a felicidade do reencarnante ocorre não no passado, mas no aqui e agora, quando os pais desrespeitam as necessidades e desejos do filho; diz que se o filho deseja ser um artesão e não médico, há que permitir que ele faça o que deseja, porque a possibilidade de ser feliz depende do respeito à personalidade de cada indivíduo, educado à luz dos ensinamentos do Mestre Jesus.

“Educação é um ato de amor pelo qual uma consciência formada procura elevar uma consciência em formação”; Herculano nos apresenta esse pensamento de René Hubert, que exemplificava a necessidade e possibilidade do auxílio aos educandos na utilização dos vínculos de amor tecidos através dos séculos, utilizando a estimulação da Doutrina Espírita. Bastava a compre-ensão da importância da Reencarnação para entendermos a necessidade da divulgação da Pedagogia Espírita. A educação tradicional, fruto de uma sociedade “baseada no lucro”, não consegue promover a transcendência, o domínio das paixões, a superação da animalidade, a incapacidade de ser feliz e auxiliar o outro a conseguir a felicidade. Como uma bola de neve, os problemas do indivíduo da Terra aumentaram com o desenvolvimento técnico, convidando a exigir a educação verdadeira que se expressa pelo desenvolvimento das possibilidades, das perfec-tibilidades, como queria Kant. A nossa deseducação tem produzido tristes resultados. E José Herculano pergunta: “Como ajustar os fins superiores da educação às exigências de uma sociedade baseada no lucro?” Quando o “ter” é mais importante do que o “ser”, o homem, agindo como se fosse de barro, consi-derando apenas o corpo de carne, limita a captação da realidade à visão estreita daquele que só enxerga o barro, que permanece na imanência, incapaz de atingir a transcendência. Expressa-se como uma paixão inútil, como diria Sartre, comportando-se como uma espécie e não como um “devir”, um vir a ser, como escreveria Simone de Beauvoir.

A Educação Espírita visa o desenvolvimento pleno do indivíduo, considerando-o interexistente. Nossa interexistência exige a Pedagogia Espírita que, ressuscitando os ensinamentos de irmãos mais maduros espiritualmente, e os exemplos de Jesus, possibili-ta compreender o educando como “centelha divina, inteligência do Universo”, como lembra O Livro dos Espíritos, “deuses e luzes”, segundo Jesus.

Como educar sem falar no corpo energético, no perispírito, instrumento indispensável ao ser? Como educar sem conscienti-zá-lo da sua paranormalidade, da sua mediunidade, perguntava Herculano acompanhado por Virgínia, a esposa querida. Como ensinar a dignidade, o comportamento do indivíduo de bem, apresentando um ser de barro cuja vida começa no berço e acaba no túmulo? E as injustiças sociais, as diferenças individuais, as oportunidades desiguais, de onde vêm?

José Herculano lembra ainda que a nova concepção do homem e da sua posição no Cosmos exige uma nova educação, que vai transmitir a cultura espírita, síntese do processo do conhecimento; a verdade libertadora aparece em fragmentos nas várias culturas, nos países diversos, em filmes e livros, como ficção ou como ciência. Brilha intensamente, é facilmente compreendida através dos livros básicos de Kardec e dos complementares, como Pedagogia Espírita de Herculano.

Quando analisa os fundamentos da Pedagogia de Jesus, José Herculano lembra quão necessário é entender o conceito de Deus, tão bem apresentado na pergunta primeira d’O Livro dos Espíritos, cuja resposta é dilatada por José Herculano no seu livro Concepção Existencial de Deus. “A paternidade universal determina a fraternidade universal”. As barreiras criadas pelas diferenças de raças, religiões, status econômicos e sociais cairão quando nos conscientizarmos de que realmente somos irmãos, filhos da “Inteligência Suprema do Universo”. “O sacrifício exigido é o das más paixões, do orgulho, da arrogância, da vaidade, do egoísmo”, diz Herculano, se quisermos a expressão de indivíduos educados. O casal, Herculano e Virgínia, exempli-ficou esse “sacrifício”, através de uma vida de doação em favor do próximo. Humildes, amorosos, respeitando os diferentes, demonstraram o poder da educação espírita na construção de um mundo melhor.

Demonstrando que educação é realizada principalmente pelo exemplo, Herculano e Virgínia exemplificaram a Educação Espírita que exige a Pedagogia espírita através de reencarnações dedicadas à família espiritual.

A pedagogia católica dilatou-se, através do trabalho de Mar-tin Lutero, que exigiu um crescimento maior na ressurreição do trabalho de Jesus; surge a Pedagogia Espírita. Herculano conse-gue apresentar o que significa, a sua necessidade e os frutos que essa Pedagogia “entranhada nos livros básicos de Kardec” pode produzir...

Heloísa Ferraz Pires

 

- texto completo -> em word - clique para acessar




topo

 

 

Leia também de José Herculano Pires:

seta dupla verde claro direita   100 anos de "O Livro dos Espíritos"
seta dupla verde claro direita   Agonia das Religiões
seta dupla verde claro direita   Arigó: vida, mediunidade e martírio
seta dupla verde claro direita   Biografias e bibliografia
seta dupla verde claro direita   O Centro e a Comunidade

seta dupla verde claro direita   Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   O Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   Ciência Espírita e suas implicações terapêuticas
seta dupla verde claro direita   Ciência e Superstição
seta dupla verde claro direita   Conceito de mediunidade
seta dupla verde claro direita   Concepção Existencial de Deus
seta dupla verde claro direita   Conteúdo Resumido das Obras de J. Herculano Pires
seta dupla verde claro direita   A Criação do Homem
seta dupla verde claro direita   Curso Dinâmico de Espiritismo - O Grande Desconhecido
seta dupla verde claro direita   Da Serenidade Humana
seta dupla verde claro direita   Das necessidades das sessões espíritas e das condições para a sua realização
seta dupla verde claro direita   Desaparece o Sectarismo à medida que se desenvolve o Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Desenvolvimento Científico

seta dupla verde claro direita   A Desfiguração do Cristo
seta dupla verde claro direita   O Despertar da Existência
seta dupla verde claro direita   DEUS

seta dupla verde claro direita   Educação para a Morte
seta dupla verde claro direita   Epistemologia Espírita
seta dupla verde claro direita   Espiritismo Dialético
seta dupla verde claro direita   O Espírito e o Tempo
seta dupla verde claro direita   Evolução Espiritual do Homem - Na perspectiva da Doutrina Espírita
seta dupla verde claro direita   Filosofia e Espiritismo

seta dupla verde claro direita   Filosofia viva e racional, sem o espírito de sistema

seta dupla verde claro direita   O Homem Novo
seta dupla verde claro direita   O Infinito e o Finito
seta dupla verde claro direita   Introdução à Filosofia Espírita
seta dupla verde claro direita   Irrefutáveis as provas da sobrevivência humana

seta dupla verde claro direita   A Lenda do dilúvio
seta dupla verde claro direita   Mediunidade
seta dupla verde claro direita   O Menino e o Anjo
seta dupla verde claro direita   O Método de Kardec
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Bem e do Mal
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte
seta dupla verde claro direita   Na Hora do Testemunho
seta dupla verde claro direita   Nascimento da Educação Espírita
seta dupla verde claro direita   No Limiar do Amanhã - (Lições de Espiritismo)
seta dupla verde claro direita   Obsessão - o Passe – a Doutrinação
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia e Interpretações Pessoais
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia Hoje e Amanhã
seta dupla verde claro direita   Pedagogia Espírita
seta dupla verde claro direita   A Pedagogia de Jesus

seta dupla verde claro direita   A Pedra e o Joio
seta dupla verde claro direita   Pesquisa sobre o Amor
seta dupla verde claro direita   O Problema da violência

seta dupla verde claro direita   Que Ciência é essa?

seta dupla verde claro direita   O Reino
seta dupla verde claro direita   Revisão do Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Sentido da Vida
seta dupla verde claro direita   Os Sonhos de Liberdade
seta dupla verde claro direita   Os Três Caminhos de Hécate
seta dupla verde claro direita   Uma tomada de consciência
seta dupla verde claro direita   Vampirismo
seta dupla verde claro direita   Visão Espírita da Bíblia

José Herculano Pires & Júlio Abreu Filho
seta dupla verde claro direita   O Verbo e a carne

José Herculano Pires, (Irmão Saulo); Maria Dolores; Chico Xavier
seta dupla verde claro direita   A Dor e o Tempo / Elevação

José Herculano Pires; Marcelo Henrique Pereira
seta dupla verde claro direita   A Gnosis Espírita



veja também sobre Herculano Pires:


      Mariotti, Humberto & Ramos, Clóvis
seta dupla verde claro direita  Filósofo Herculano Pires e Poeta

      Rizzini, Jorge
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o Apóstolo de Kardec - o Homem, a Vida, a Obra
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o fiel tradutor de Kardec

      Mollo, Elio
seta dupla verde claro direita  José Herculano Pires - pequena biografia

 


topo