José Herculano Pires

>   Irrefutáveis as provas da sobrevivência humana

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

José Herculano Pires
>   Irrefutáveis as provas da sobrevivência humana

 

Experiências científicas e argumentos contrários
A teimosia dos fatos – O problema dos interesses em jogo.


O Espiritismo prova a imortalidade da alma, a sobrevivência do homem, além do túmulo. Essa prova nos é dada por várias maneiras: pelas comunicações mediúnicas, pelas manifestações espontâneas dos Espíritos, pelas experiências de materialização, pela investigação da própria sensibilidade humana e pelas pesquisas hipnóticas na memória profunda, de acordo com as famosas experiências de Albert De Rochas. O Espiritismo não se limita, portanto, a afirmar que o homem sobrevive à morte. Ele vai mais longe, provando esse fato.

Mas provas do Espiritismo, - dizem alguns contraditores da doutrina -, não foram aceitas universalmente, permanecendo como provas apenas entre os seus adeptos. Seria isto verdade? Não!

Podemos contestar essa afirmação com absoluta firmeza. As provas do Espiritismo são provas de valor universal e até hoje não contestadas, jamais destruídas. Quem já conseguiu negar a possibilidade dos fenômenos de materialização, de voz direta, de incorporação, de tiptologia, destruindo as provas científicas resultantes das experiências de Crookes, de Richet, de Notzing, de Lodge e de tantos outros?

De vez em quando, as livrarias publicam um livro ou os jornais inserem artigos e entrevistas de personalidades ilustres, negando o valor daquelas provas. Logo a seguir, porém, surgem as contestações enérgicas, as réplicas entusiastas. E a verdade é que ninguém pode pretender aniquilar experiências através de argumentos, pois todos sabemos que contra fatos não há argumento.

Ora, o que o Espiritismo apresenta são fatos, poderosos fatos, inegáveis fatos, cientificamente verificados, e o que é mais importante - verificados por cientistas que não eram espíritas. Só há uma maneira de se destruir o valor desses fatos: demonstrar, através de novas pesquisas e experiências, tão rigorosas quando aquelas, e realizadas por homens da mesma capacidade científica, que Crookes, Richet, Lodge e os demais se enganaram.

Os fatos, porém, são terrivelmente teimosos. Resistem a todos os argumentos, a todas as razões dos homens.

São como as rochas e as ondas, cuja existência só podemos negar à distância. São como a evolução da terra em redor do sol que, mesmo com o sacrifício de Galileu, não deixou de existir, tento de ser constatada mais tarde, por aqueles mesmos que combatiam o sábio. E a verdade é que, quando um cientista se propõe, não a argumentar contras as provas espíritas da sobrevivência, mas a destruí-las, e se lança à tarefa com honestidade, acaba por comprová-las e se torna espírita.

Aí estão, mesmo agora, alguns exemplos nesse sentido. O prof. Joseph B. Rhine, da Duke University, Carolina do Sul, Estados Unidos, entendeu que as experiências de Richet não eram suficientes, e criou novos métodos de pesquisa, na base de uma doutrina nova, a Parapsicologia. Os seus trabalhos, entretanto, acabaram por convencê-lo da realidade espiritual. Na Universidade de Oxford há outro grande exemplo: o prof. Harry Price, cujos estudos a respeito da fenomenologia espírita têm tido intensa repercussão internacional. Na Universidade de Upsala, na Suécia, há o exemplo do prof. Bjorkhem, que ainda há pouco publicou o resultado de trinta mil experiências realizadas entre estudantes universitários suecos.

As provas espíritas são postas em dúvida, em geral, por pessoas que não se preocupam com o assunto, que não se enfronharam nos problemas por elas levantados; ou, então, por pessoas que têm interesse, não raro profissional ou sectário, ou ambos, em negá-las; ou, ainda, por pessoas demasiado afoitas, que tiram conclusões precipitadas de algumas experiências mal feitas. Jamais, em parte alguma, houve um grande cientista, realmente capaz e responsável, que contestasse as provas espíritas da sobrevivência e as destruísse com experiências válidas.

Pelo contrário, o que tem havido, por toda parte e incessantemente, são comprovações da sobrevivência humana provada pelo Espiritismo. Quem quiser, portanto, falar de Espiritismo, deve ter o cuidado de examinar bem o assunto, sem espírito preconcebido e sem atitudes sectárias, sob pena de cometer os ridículos de Dom Quixote, que se lançava contra os moinhos de vento, pensando atacar gigantes imaginários, e tinha de sofrer o duro impacto da realidade.

Fonte: J. Herculano Pires in O Mistério do Bem e do Mal
Lições de Espiritismo (Crônicas)
Editora Espírita Correio Fraterno do ABC

http://www.freewebtown.com/novomilenium/PDF003/J._Herculano_Pires_O_Misterio_do_Bem_e_do_Mal.pdf

 


topo


Leia também de José Herculano Pires:

seta dupla verde claro direita   100 anos de "O Livro dos Espíritos"
seta dupla verde claro direita   Agonia das Religiões
seta dupla verde claro direita   Arigó: vida, mediunidade e martírio
seta dupla verde claro direita   Biografias e bibliografia
seta dupla verde claro direita   O Centro e a Comunidade

seta dupla verde claro direita   Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   O Centro Espírita
seta dupla verde claro direita   Ciência Espírita e suas implicações terapêuticas
seta dupla verde claro direita   Ciência e Superstição
seta dupla verde claro direita   Conceito de mediunidade
seta dupla verde claro direita   Concepção Existencial de Deus
seta dupla verde claro direita   Conteúdo Resumido das Obras de J. Herculano Pires
seta dupla verde claro direita   A Criação do Homem
seta dupla verde claro direita   Curso Dinâmico de Espiritismo - O Grande Desconhecido
seta dupla verde claro direita   Da Serenidade Humana
seta dupla verde claro direita   Das necessidades das sessões espíritas e das condições para a sua realização
seta dupla verde claro direita   Desaparece o Sectarismo à medida que se desenvolve o Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Desenvolvimento Científico

seta dupla verde claro direita   A Desfiguração do Cristo
seta dupla verde claro direita   O Despertar da Existência
seta dupla verde claro direita   DEUS

seta dupla verde claro direita   Educação para a Morte
seta dupla verde claro direita   Epistemologia Espírita
seta dupla verde claro direita   Espiritismo Dialético
seta dupla verde claro direita   O Espírito e o Tempo
seta dupla verde claro direita   Evolução Espiritual do Homem - Na perspectiva da Doutrina Espírita
seta dupla verde claro direita   Filosofia e Espiritismo

seta dupla verde claro direita   Filosofia viva e racional, sem o espírito de sistema

seta dupla verde claro direita   O Homem Novo
seta dupla verde claro direita   O Infinito e o Finito
seta dupla verde claro direita   Introdução à Filosofia Espírita
seta dupla verde claro direita   Irrefutáveis as provas da sobrevivência humana

seta dupla verde claro direita   A Lenda do dilúvio
seta dupla verde claro direita   Mediunidade
seta dupla verde claro direita   O Menino e o Anjo
seta dupla verde claro direita   O Método de Kardec
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Bem e do Mal
seta dupla verde claro direita   O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte
seta dupla verde claro direita   Na Hora do Testemunho
seta dupla verde claro direita   Nascimento da Educação Espírita
seta dupla verde claro direita   No Limiar do Amanhã - (Lições de Espiritismo)
seta dupla verde claro direita   Obsessão - o Passe – a Doutrinação
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia e Interpretações Pessoais
seta dupla verde claro direita   Parapsicologia Hoje e Amanhã
seta dupla verde claro direita   Pedagogia Espírita
seta dupla verde claro direita   A Pedagogia de Jesus

seta dupla verde claro direita   A Pedra e o Joio
seta dupla verde claro direita   Pesquisa sobre o Amor
seta dupla verde claro direita   O Problema da violência

seta dupla verde claro direita   Que Ciência é essa?

seta dupla verde claro direita   O Reino
seta dupla verde claro direita   Revisão do Cristianismo
seta dupla verde claro direita   O Sentido da Vida
seta dupla verde claro direita   Os Sonhos de Liberdade
seta dupla verde claro direita   Os Três Caminhos de Hécate
seta dupla verde claro direita   Uma tomada de consciência
seta dupla verde claro direita   Vampirismo
seta dupla verde claro direita   Visão Espírita da Bíblia

José Herculano Pires & Júlio Abreu Filho
seta dupla verde claro direita   O Verbo e a carne

José Herculano Pires, (Irmão Saulo); Maria Dolores; Chico Xavier
seta dupla verde claro direita   A Dor e o Tempo / Elevação

José Herculano Pires; Marcelo Henrique Pereira
seta dupla verde claro direita   A Gnosis Espírita



veja também sobre Herculano Pires:


      Mariotti, Humberto & Ramos, Clóvis
seta dupla verde claro direita  Filósofo Herculano Pires e Poeta

      Rizzini, Jorge
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o Apóstolo de Kardec - o Homem, a Vida, a Obra
seta dupla verde claro direita  J. Herculano Pires, o fiel tradutor de Kardec

      Mollo, Elio
seta dupla verde claro direita  José Herculano Pires - pequena biografia

 


topo