Espiritualidade e Sociedade



Luiz Carlos Formiga


>     Tendências Reveladoras

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Luiz Carlos Formiga
>     Tendências Reveladoras


Crianças e jovens vivem num mundo onde as manchetes de jornal as fazem perguntar. Pais acabam ficando de “saia justa”.


Recentemente fiquei perplexo ao ler:

“Para aderir a uma das ferozes gangues de rua da América Central, Benky, uma jovem pequenina com os olhos fortemente maquiados com rímel e os braços recobertos de tatuagens, teve de fazer sexo com uma dúzia de garotos do grupo, certa noite. Ela se lembra de ter chorado incontrolavelmente quando o último deles terminou, e de ter sido cercada por todos os membros da gangue, que a cumprimentaram por sua admissão plena à Mara Salvatrucha.”
http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI2739809-EI8140,00.html

Em maio de 2008 vemos o jogador de futebol no seu inferno astral.

“Ronaldo diz ter sido vítima de uma tentativa de extorsão do travesti André Luiz Ribeiro Albertino, conhecido como Andréia Albertine. Albertino acusa o atacante de calote em um programa com outros dois travestis e de envolvimento com drogas.”
http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u397735.shtml

Não fomos apanhados de surpresa porque anteriormente soubemos que nas entrevistas as "Vendedoras de Prazer" disseram: "Um dia quero constituir uma família". Os entrevistadores comentaram que subjaz nessa atitude, de querer integrar-se a uma família, uma grande contradição, uma vez que grande parte de seus clientes são homens casados.

Estes exemplos são tão tristes quanto aquele que saiu na Revista de Cultura Espírita "Nueva Generacion", Guatemala, C.A. 5 (18): 3-6, abril-junio, 1995, narrado em: Sexo – artigo de compra e venda.
http://www.panoramaespirita.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=7311

Duas senhoras, em um café num país sul-americano, comentavam que a palestra da noite, feita pelo brasileiro, deveria ser no mínimo instigante, pois falaria do amor, da imortalidade da alma e das conseqüências, na vida espiritual, dos atos cometidos aqui na Terra. Uma jovem próxima ouve o comentário positivo e resolve assisti-la também.

Após a palestra, que falou sobre reencarnação e memória extra-cerebral, na fila dos que vieram apertar-lhe as mãos caridosas, Divaldo escuta a estória:

- Eu sou uma meretriz.

Era uma jovem delgada de olhar entristecido. Contou-lhe que fora o padrasto quem a colocara no plano inclinado. Ela havia ouvido as senhoras falarem do brasileiro que pregava o amor como antídoto da dor e, como sofria muito, resolveu dar-se uma chance. Jogou fora a substância corrosiva, colocada no refresco, para ouvi-lo.

Divaldo explica que não era má vontade, mas que o seu anfitrião o aguardava. Porém, gostaria muito de encontrá-la mais tarde.

Ela respondeu a Divaldo que não se preocupasse porque era uma mulher da noite. Marcaram o encontro na casa do anfitrião. À noite conta que vivia num bairro de alta classe social e econômica. Quando o pai morreu contava quase quinze anos. A mãe tinha quarenta e dois e era uma mulher frívola, de caráter vulgar e, em menos de três meses depois, estava nos bailes e festas. Ligou-se a um homem mais jovem do que ela, destes que vivem a explorar mulheres ingênuas. Ele veio viver em nossa casa e começou a procurar-me. Minha mãe acreditou quando ele disse que eu havia me oferecido. Após a bofetada, colocou-me na rua. Aos quinze anos eu estudava e tinha uma amiga de dezessete anos que me recebeu em casa. Ela disse que a vida era maravilhosa e que devíamos desfrutá-la. Era acompanhante de velhos executivos e uma noite lhe rendia quinhentos dólares. Mais tarde ela me disse que se não trabalhasse também não comeria e levou-me a uma casa.

Divaldo ouviu pacientemente. Através da divulgação do Espiritismo, por meio da palestra na reunião pública, em clima fraternal e com interesse de ajudar na solução dos diversos problemas humanos, conseguiu-se a reabilitação e, posteriormente, a integração da jovem aos labores espíritas. Hoje ela tem uma família!

Na história da menina de 12 anos que referimos anteriormente há inclusive o crime doloso contra a vida:

“o líder da gangue ordenou a Benky, que então tinha 14 anos, que roubasse ônibus, arrancasse correntes do pescoço das pessoas e até matasse uma menina de uma gangue rival. Ela sempre obedeceu, embora Benky declare que não estava completamente certa de que a rival havia morrido depois de levar um tiro nas costas. Eu achava que a gangue seria como minha família", explica Benky sobre sua adesão.

"Pensei que receberia o amor que me faltava. Mas eles me batiam. Davam-me ordens. Diziam que eu tinha de roubar ou matar alguém, e eu obedecia.

"Escrevi “Discutindo a Sexualidade”, um artigo que me deu muito trabalho, pois depois recebi correspondências pedindo mais informação ou criticando a forma concisa que usei nas minhas “janelas” ou “planos”. Fazer o que?
http://www.panoramaespirita.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=2229

Nele muito se pode aprender com o caso relatado por um psiquiatra que clinicava em São Paulo e que trabalhou mais tempo com hipnose do que Freud. Seu paciente homossexual reviu vidas pregressas em regressões de memória.

Haverá forte emoção e sofrimento se, numa vida futura, o nosso jogador de futebol fizer regressão de memória aos nossos dias. Por isso a regra é o esquecimento. Basta olharmos nossas tendências, dizia o codificador da Doutrina Espírita.

Aos pais recomendei que “deixasse claro” o amor que sentem por seus filhos (Aclárele todo a su hijo). E, quem ama educa, através do exemplo. Pobres crianças desta hora.
http://www.espiritismo.cc/modules.php?name=News&file=article&sid=427

Pobre Benky!  Quando ela tentou largar a gangue, levou seis tiros dos ex-colegas. As cicatrizes, ainda visíveis em seu corpo, confirmam a história, como o fazem os assistentes sociais que a visitaram durante os seis meses que ela passou no hospital.

 


topo

 

Leia também outros artigos do Professor Luiz Formiga:


->  Alteridade - Termômetro
->  Anencéfalos, argumentos de ministros e "O Livro dos Espíritos"
->  Anomalias fetais: abortar?
->  Apego ao cargo - O poder neurótico
->  Borboletas na janela - texto conta a história de Helen Keller e discute preconceitos comuns
->  Casamentos, ricos e pobres de Espírito
->  Chorão e Retroalimentação
->  A Ciência do espírito
->  As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença
->  Cirurgias, Materializações e Micróbios, Diferentes
->  O Cirurgião e a Doença da Negação
->  Contraceptivo - Titânio para prevenir aborto criminoso
->  Dano e dor sem nome
->  Dependência química - 1,3 bilhão de pessoas são dependentes do tabaco
->  Deus me livre!
->  Diante da Adversidade... A Melhor Defesa
->  Dignidade para a mulher - É necessário restabelecer a igualdade entre cidadãos
->  Discutindo a Sexualidade
->  Drogas. O exemplo Arrasta
->  Drogas e Espiritualidade - instituições religiosas e dependência química
->  Drogas. “Quase Viúva”
->  Educação na idade dourada
->  Eleição? Antes de Votar pergunte ao Candidato Sobre o Aborto  
->  A Elevada missão da Ciência Espírita
->  Encadernação Vermelha, Bioquímica, Finados e Aborto
->  Ensino, Pesquisa e Ética na Microbiologia Médica
->  Escala de Valores, Cura e Prevenção
->  Espíritas e Voluntariado
->  Estudo das Células-tronco - Abordagem científica, jurídica e espírita
->  Ética, Sociedade e Terceiro Milênio
->  Evangelização Espírita e a "Febre das Almas Gêmeas"
->  Fatalidade
->  O Homem, a Mulher e as Linhas Paralelas
->  Incentivar a pesquisa: Universidades brasileiras negligenciam a pesquisa
->  Mainha tinha razão
->  Máscara de Sanidade. Transtorno da Personalidade Antissocial
->  Médicos, Médiuns “de Bem” e o Aborto
->  Médium: “Cuidado Perigo!”
->  A Mulher do "Próximo" - dos delitos e das penas
->  “Não Vai Ter Copo!”
->  O que espero de meus médicos: Idéias para uma "Declaração de Direitos do Paciente Terminal
->  O Poder das Palavras, no Princípio era o Verbo
->  A política do aborto: O que se quer é “desumanizar” o embrião
->  Preconceito, Exclusão, Espíritas, Umbandistas e Ciganos
->  Queria ter um filho assim!
->  Razões da Dor - Os Espíritas e o STF diante dos Fetos Anencéfalos
->  Recebendo a visita de um morto, a cujo funeral compareceu
->  Sexo - Artigo de Compra e Venda
->  Somatização das Doenças
->  O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa
->  Suicídio e aborto de anencéfalos
->  Talento extraordinário
->  Tendências Reveladoras
->  Tons de Cinza
->  Umbanda e Candomblé: Torres Gêmeas Afro-brasileiras
->  Um "centro de referência" na UERJ: prevenindo demandas judiciais - Responsabilidade civil x erros de diagnóstico bacteriológico
->  Universidade e Suicídio - Discutindo Arquitetura e Prevenção
->  Vacinação desafio de urgência
->  Vida, Esperança e Fé, para Não Espíritas
->  A Visão Espírita dos sonhos
->  O Zigoto no banco dos réus: Visão espírita das pesquisas que usam células-tronco

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, André Luiz B.
->  Direito à Saúde: a Constituição brasileira assegura o direito à saúde
->  Universidade da Alma. Cidade Universitária do Espírito

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Lívia B.
->  Há sempre um amanhã

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Sonia B.
->  Jesus, Tomé e Nós

 

>
topo