Espiritualidade e Sociedade



Luiz Carlos Formiga

>     Mainha tinha razão

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Luiz Carlos Formiga
>     Mainha tinha razão

 

Quando minha mãe sugeriu assistir a palestra eu não imaginaria que me defrontaria com a figura amorosa de Amazonas Hércules. Mainha tinha razão.

Os anos passaram e nos tornamos amigos. Veja o artigo-homenagem "Laços Afetivos". (1) Amazonas era secretário do Centro Espírita filhos de Deus, no “Curupaiti”, Jacarepaguá, RJ, RJ. ( 2)

Pensando em espiritualidade surgem questões. Há espíritos?

O Espiritismo é doutrina definida por Allan Kardec :

"a ciência que trata da origem, natureza e destino dos espíritos bem como das relações entre o mundo corporal e o mundo espiritual." Seus ensinos repousam na crença em Deus, na imortalidade da alma, na comunicabilidade dos espíritos, na reencarnação e na pluralidade dos mundos habitados. Tem a estrutura filosófica estatuída em "O Livro dos Espíritos ".

O que pensar da proibição imposta por Moisés aos hebreus, no sentido de não se evocarem as almas dos mortos? É possível evocar as almas dos mortos e estabelecer relações com elas. A proibição de se fazer uma determinada coisa implica a possibilidade de fazê-la. Se as almas podem se manifestar, o fazem com a permissão de Deus, e não há mal em se fazer o que Deus permite. (3)

O Espiritismo, como ciência prática, consiste nas relações que se estabelecem entre nós e as almas dos homens que já viveram na terra. Como filosofia, compreende todas as consequências morais derivadas dessas relações. Sem a ciência o espírito será desatento, sem a filosofia não terá habilidade analítica e sólida argumentação racional.

Depois daquela palestra. feita pelo Amazonas, tornei-me mais tarde professor universitário. Na universidade surgiram os Núcleos Espíritas Universitários no Rio de Janeiro. (4, 5)

Ainda hoje podemos encontrar na internet um Blog do NEU-UERJ. (6)

O primogênito foi o NEU-Fundão (UFRJ), tendo como norte o “Estatuto das Casas do Caminho”. Uma “Carta aos Companheiros”, assinada por dois espíritos, José Petitinga e Vianna de Carvalho é útil aos que trabalhamos em IES laicas. (7)

Vejamos alguns dos seus pensamentos.

“O excesso e rigorismo em matéria de organização podem matar a alma do ideal, formando um corpo frio, inexpressivo...”

“Há lugar para todos trabalharem; não, porém, como pretensos chefes, hierarquizados perigosamente e com uma supervalorização dos títulos e conquistas mundanos...”

“A realeza é, sempre espiritual. A superioridade, em nossos labores, é de qualidade moral, merecendo respeito todos os esforços que visem à meta sempre ingente: melhorar o homem e a comunidade humana, guiando-os para Jesus. Não olvidando que o maior sempre aquele que, conforme afirmou Jesus, é servo do seu Irmão menor.”

“O compromisso de divulgar o Espiritismo é de emergência e relevância, nunca, todavia, em prejuízo da ação da Caridade.”

Se o Plano Superior já te permite pisar na seara espírita não te limites à prece. Nas reuniões no Neu-Fundão (UFRJ), na hora do almoço, perguntas deram origem a um opúsculo, útil ainda 17 anos depois. (8)

O que é o espiritismo? Onde fica o espírito de uma pessoa viva? Os espíritos sofrem? Existem as chamadas curas espirituais? O que é a morte? É possível provar que a reencarnação existe mesmo? É normal médiuns utilizem instrumentos cirúrgicos? Você acredita em horóscopo?

Voltemos.

Minha mãe era filha de espíritas. Alguns espíritos precisam nascer em lares espíritas. Embora naquela época eu estivesse na infância, tinha a intuição de que sua formação espírita lhe permitia suportar a morte de minha irmã, que desencarnou ainda na juventude. (9) Aprendi a lidar com o luto, na visão espírita, muito cedo. (10)

Essa dor materna "sem nome" pode levar ao suicídio. (11)

Estive com diversas mães sofredoras, quando participei de uma reunião no Centro Espírita da Prece, em Uberaba. Com Chico Xavier aquelas mães acabavam concordando que a morte era apenas uma mudança de estilo de vida. (12)

Na adolescência, minha mãe observando minha maturidade biológica associada à clara imaturidade psicológica e social para assumir o sexo com responsabilidade, recomendou-me respeito pelas meninas, da mesma forma que gostaria respeitassem minha irmã.

Com o espiritismo os valores humanos projetam-se além da existência corpórea; a existência material é superada pela espiritualidade da essência, o ser eterno é responsável perante a sua consciência, em face da lei natural, de caráter pedagógico. (13)

Num encontro de jovens recebi uma pergunta anônima: “o senhor acha que seria lícito um relacionamento sexual com meu namorado antes do casamento? O casamento é apenas uma convenção, para que serve esse papel? Nosso namoro já tem cinco anos e nos amamos."

Respondi que era uma questão de direito. Direito de opção. Liberdade com responsabilidade. O bilhete perguntava se era "certo ou errado".

Comentei que de nada adiantaria responder, porque se eu dissesse o que esperava ouvir ficaria apenas reforçada nas suas convicções, mas não teria resolvido a questão. Porém, se eu o fizesse de forma diferente a pessoa, valor fonte de todos os valores, concluiria que eu estava apenas reforçando os mecanismos de repressão. As pessoas parecem escutar somente aquilo que querem ouvir.

O Espiritismo demonstrando Leis nascidas da observação despoja seguidores de tudo que é supérfluo, inútil e sem fundamento. Liberta de pseudo regras morais, de crenças, preconceitos e superstições. Nele não há proibições, escolhe-se o que é mais conveniente. A Doutrina Espírita amplia o discernimento no uso do livre-arbítrio, para evitar o que conflita com a evolução do espírito imortal.

O espírito, André Luiz no livro Missionários da Luz (14), afirma que a glândula pineal é responsável pela segregação de unidades forças que controlam as glândulas sexuais. Frenadora da sexualidade na infância, acorda essas forcas criadoras na puberdade e na adolescência, ao acentuar o seu funcionamento, faz a recapitulação da sexualidade. Desta forma, sob forte impulso, as paixões vividas em outras vidas reaparecem de forma inconsciente no reencarnante. A pineal é quem preside os fenômenos nervosos da emotividade.

Em Evolução em Dois Mundos, (15) André Luiz diz que sendo criadora, não apenas agente de reprodução, a energia sexual é reconstituinte das forcas espirituais pelo qual as criaturas encarnadas ou desencarnadas se alimentam mutuamente, na permuta de raios magnéticos, que lhe são necessários ao progresso.

A sexualidade deve ser responsável, tanto quanto a mediunidade. Dai a proibição de Moisés, na segunda.

Joanna de Ângelis, no livro “Entrega-te a Deus”. Divaldo P. Franco (2010) (16) diz que se criou um conceito infeliz, que se popularizou, a respeito da mediunidade, informando ser uma pesada cruz para os seus portadores. A mediunidade é uma faculdade neutra, por meio da qual podem se comunicar bons ou maus Espíritos.

A mediunidade exercida com responsabilidade diminui o resgate daqueles que se encontram comprometidos com as Soberanas Leis, em razão das admiráveis contribuições de que se fazem portadores, atendendo os padecentes de ambas as esferas da vida: a material e a espiritual.

Lembremos o trabalho do Chico Xavier com as mães da “dor sem nome”

Logicamente, diz Joanna, transformando-se numa ponte entre as dimensões física e espiritual, desperta a animosidade dos Espíritos infelizes que se comprazem em gerar obstáculos ao progresso geral.

O médium com seu desempenho fiel e a sua abnegação no desiderato a que se entrega consegue a simpatia dos Espíritos nobres que passam a auxiliá-lo, inspirando-o em todos os lances da trajetória existencial.

Ainda me lembro com clareza o que mainha me ensinou.

Respeitar a natureza, pela fartura sobre a mesa agradecer ao Criador.

Sempre andar num bom caminho, tirar o espinho de uma flor.

Pra dar e receber carinho, pra não viver em desalinho, só se entregar a um grande amor.

O espiritismo além de ser um fenômeno científico é uma nova interpretação do homem, de seu destino espiritual e ético relacionado com o processo social e histórico da humanidade. O espírito encarna e desencarna e se instala na sociedade para a transformar, através do seu progresso e evolução palingenésica, movimenta a história dando ao seu processo verdadeira intencionalidade teleológica.

Hoje sou painho e também posso cantar.

“Hoje eu sou mainha, mainha tem razão. (17)

Clique no link 17, na leitura adicional, e tenha ouvidos de ouvir, com alguém de posse da genética de Elis.

Mainha tinha razão!


Leitura Adicional

(1) http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/LACOS_AFETIVOS_LCF.html
(2) http://cefilhosdedeus.blogspot.com.br/
(3) http://www.aeradoespirito.net/LivrosCodEspirita/ViagemEspirita1862.pdf
(4) http://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=1987995
(5) http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2011/01/espiritismo-na-universidade-memoria.html
(6) http://neu-uerj.zip.net/
(7) http://www.sistemas.febnet.org.br/acervo/revistas/1979/WebSearch/page.php?pagina=78
(8) http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/ESCLARECENDO_DUVIDAS_LCF.html
(9) http://www.jornaldosespiritos.com/2007.3/col49.66.htm
(10) http://www.jornaldosespiritos.com/2007.3/col49.10.htm
(11) http://www.juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4117079
(12) http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/UNIVERSIDADE_E_SUICIDIO_LCF.html
(13) http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/CAUSA_E_EFEITO_LCF.html
(14) http://www.luzespirita.org.br/leitura/pdf/L78.pdf
(15) http://www.luzespirita.org.br/leitura/pdf/l17.pdf
(16) http://fraterluz.blogspot.com.br/2013/05/mediunidade-responsavel.html
(17) http://www.letrasdemusicas.fm/maria-rita/mainha-me-ensinou#mainha-tem-razao

Fonte: http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2015/03/mainha-tinha-razao.html

 


topo

 

Leia também outros artigos do Professor Luiz Formiga:


->  Alteridade - Termômetro
->  Anencéfalos, argumentos de ministros e "O Livro dos Espíritos"
->  Anomalias fetais: abortar?
->  Apego ao cargo - O poder neurótico
->  Borboletas na janela - texto conta a história de Helen Keller e discute preconceitos comuns
->  Casamentos, ricos e pobres de Espírito
->  Chorão e Retroalimentação
->  A Ciência do espírito
->  As Ciências Biomédicas, os Doutores, o Espiritismo e os Cegos de Nascença
->  Cirurgias, Materializações e Micróbios, Diferentes
->  O Cirurgião e a Doença da Negação
->  Contraceptivo - Titânio para prevenir aborto criminoso
->  Dano e dor sem nome
->  Dependência química - 1,3 bilhão de pessoas são dependentes do tabaco
->  Deus me livre!
->  Diante da Adversidade... A Melhor Defesa
->  Dignidade para a mulher - É necessário restabelecer a igualdade entre cidadãos
->  Discutindo a Sexualidade
->  Drogas. O exemplo Arrasta
->  Drogas e Espiritualidade - instituições religiosas e dependência química
->  Drogas. “Quase Viúva”
->  Educação na idade dourada
->  Eleição? Antes de Votar pergunte ao Candidato Sobre o Aborto  
->  A Elevada missão da Ciência Espírita
->  Encadernação Vermelha, Bioquímica, Finados e Aborto
->  Ensino, Pesquisa e Ética na Microbiologia Médica
->  Escala de Valores, Cura e Prevenção
->  Espíritas e Voluntariado
->  Estudo das Células-tronco - Abordagem científica, jurídica e espírita
->  Ética, Sociedade e Terceiro Milênio
->  Evangelização Espírita e a "Febre das Almas Gêmeas"
->  Fatalidade
->  O Homem, a Mulher e as Linhas Paralelas
->  Incentivar a pesquisa: Universidades brasileiras negligenciam a pesquisa
->  Mainha tinha razão
->  Máscara de Sanidade. Transtorno da Personalidade Antissocial
->  Médicos, Médiuns “de Bem” e o Aborto
->  Médium: “Cuidado Perigo!”
->  A Mulher do "Próximo" - dos delitos e das penas
->  “Não Vai Ter Copo!”
->  O que espero de meus médicos: Idéias para uma "Declaração de Direitos do Paciente Terminal
->  O Poder das Palavras, no Princípio era o Verbo
->  A política do aborto: O que se quer é “desumanizar” o embrião
->  Preconceito, Exclusão, Espíritas, Umbandistas e Ciganos
->  Queria ter um filho assim!
->  Razões da Dor - Os Espíritas e o STF diante dos Fetos Anencéfalos
->  Recebendo a visita de um morto, a cujo funeral compareceu
->  Sexo - Artigo de Compra e Venda
->  Somatização das Doenças
->  O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa
->  Suicídio e aborto de anencéfalos
->  Talento extraordinário
->  Tendências Reveladoras
->  Tons de Cinza
->  Umbanda e Candomblé: Torres Gêmeas Afro-brasileiras
->  Um "centro de referência" na UERJ: prevenindo demandas judiciais - Responsabilidade civil x erros de diagnóstico bacteriológico
->  Universidade e Suicídio - Discutindo Arquitetura e Prevenção
->  Vacinação desafio de urgência
->  Vida, Esperança e Fé, para Não Espíritas
->  A Visão Espírita dos sonhos
->  O Zigoto no banco dos réus: Visão espírita das pesquisas que usam células-tronco

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, André Luiz B.
->  Direito à Saúde: a Constituição brasileira assegura o direito à saúde
->  Universidade da Alma. Cidade Universitária do Espírito

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Lívia B.
->  Há sempre um amanhã

Formiga, Luiz Carlos D. & Formiga, Sonia B.
->  Jesus, Tomé e Nós

 

>
topo