Espiritualidade e Sociedade



Washington L.N. Fernandes

>   Kardec profetizou em 1866 o surgimento do pneu, que apareceu só em 1888

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Washington L.N. Fernandes
>   Kardec profetizou em 1866 o surgimento do pneu, que apareceu só em 1888

 

Conversando com o colega Renato Maluf sobre o relato da RE (junho/1866) - Um Sonho Instrutivo, decidimos estudar o assunto.

Allan Kardec contou seu estranho sonho. Transcrevemos partes do relato:

Num lugar que nada lembrava à nossa memória e que se parecia com uma rua, havia uma reunião de indivíduos que conversavam em grupo;... de repente, apareceu no canto de um muro uma inscrição em letras pequenas, brilhantes como fogo... Estava assim concebida: Descobrimos que a borracha rolada sob a roda faz uma légua em dez minutos, desde que a estrada... Não nos ocupando de invenções nem de pesquisas industriais, isto não podia ser um reflexo de nossas idéias... o Espírito Dr. Demeure esclareceu:... O que vistes no sonho não é uma dessas imagens fantásticas, provocadas pela doença (Allan Kardec estava doente); é realmente uma manifestação, de Espíritos encarnados... Os que vistes se ocupam, na maioria sem se conhecerem, com invenções tendentes a aperfeiçoar os meios de locomoção, anulando... o excesso de despesa causado pelo gasto de materiais... Uns pensaram na borracha, outros em outros materiais; mas o que há de particular é que quiseram chamar vossa atenção, como assunto de estudo psicológico, sobre a reunião, num mesmo lugar, dos Espíritos de diversos homens perseguindo o mesmo objetivo... Ficai persuadido que assim o é muitas vezes e que quando vários homens descobrem ao mesmo tempo, uma nova lei em diversos pontos do globo, seus Espíritos estudaram a questão em conjunto, durante o sono, e ao despertar, cada um trabalhou por seu lado, tirando proveito do fruto de suas observações... Pode ser que de todos esses cérebros em ebulição saia algo de útil, como é possível que apenas saiam quimeras ...

Borracha rolada sob a roda é o revestimento da roda com borracha, isto é, o que vinte e dois anos depois se tornou conhecido como pneu (abrev. de pneumático).


ANÁLISE PSICOLÓGICA DO SONHO

- O local do sonho era desconhecido do Codificador: Num lugar que nada lembrava à nossa memória (Allan Kardec);

- A notícia profética de que a borracha rolada sobre a roda permitiria aumentar a velocidade: Descobrimos que a borracha rolada sob a roda faz uma légua em dez minutos... (Allan Kardec);

- Allan Kardec não soube do significado do sonho: Qual podia ser o sentido dessa visão...? que podia significar essa borracha que, rolada sob uma roda, fazia uma légua em dez minutos? (Allan Kardec);

- O Espírito dr. Demeure esclareceu que as pesquisas para evitar desgastes com o material usado em locomoção estavam em andamento: ... invenções tendentes a aperfeiçoar os meios de locomoção, anulando o excesso de despesa causado pelo gasto de materiais hoje em uso. Uns pensaram na borracha, outros em outros materiais (dr. Demeure);

- Allan Kardec fez uma análise psicológica: Não nos ocupando de invenções nem de pesquisas industriais, isto não podia ser um reflexo de nossas idéias. (Allan Kardec)


COMENTÁRIO 1: Uma légua francesa equivale a 4 km, que eram percorridos em mais de 10 min. (por cabriolé, charrete, por exemplo), que não dispunham de motor, o qual só apareceu em 1883, graças a E. Delamare, e posteriormente o alemão Gottlieb Daimler (1884-1900), que juntamente com Wilheim Maybach (1846-1929) desenvolveram o motor de quatro tempos.

COMENTÁRIO 2: Não se cogitava em revestimento das rodas dos transportes. A descoberta do pneu ocorreu em 1888, por John Boyd Dunlop, veterinário irlandês. Ele criou um duplo revestimento de borracha para a roda, um com tubo de ar, quando seu filho foi participar de uma corrida de triciclos. Foi um sucesso e seu uso foi estendido nas rodas em corridas de cavalos e no nascente automobilismo.

Desde jovem Allan Kardec esteve voltado à área da didática, até 1854, tendo publicado várias livros; depois, voltou-se à sistematização do Espiritismo, publicando várias obras. Seu pai era homem de lei!!! O conteúdo do sonho foi tão profético que nem o Espírito dr. Demeure compreendeu seu sentido: Pode ser que de todos esses cérebros em ebulição saia algo de útil, como é possível que apenas saiam quimeras ... O Espírito Demeure disse a Kardec sobre os Espíritos envolvidos no sonho: quiseram chamar vossa atenção, sobre a reunião, num mesmo lugar, dos Espíritos de diversos homens perseguindo o mesmo objetivo.

Em 1895, realizou-se corrida de automóveis com câmaras-de-ar e pneumáticos, em Paris-Bordeaux-Paris, e os irmãos Michelin (André e Édouard), Gottlieb Daimler e Karl Benz (1844-1929) começaram a desenvolver a indústria automobilística. Nos EUA, fabricou-se o primeiro pneu em 1891. O irlandês Robert William Thomson patenteou uma primitiva forma de pneu em 1845, cuja patente não causou repercussão, caindo no esquecimento, ainda na década de 1840. Interessante o fato de que novas idéias surgem ao mesmo tempo, em diferentes lugares. Santos Dumont (1873-1932), em Paris/França, sobrevoou a Torre Eifel, em 1900, como também Ferdinand von Zeppelin (1838-1917), que, no mesmo ano, em Constança/Alemanha, fez seu primeiro vôo com um dirigível rígido; os naturalistas C. Darwin (1809-1882) e o espírita R. Wallace (1823-1913), na Inglaterra, apresentaram ao mesmo tempo a teoria da seleção natural, em 1858, produto de anos de pesquisa. Vale o registro deste sonho, antecipando em anos o que viria revolucionar os meios de transporte. E certamente Dunlop, Thompson, os irmãos Michelin, Daimler, E. Delamare, Maybach e Karl Benz, integravam a multidão de Espíritos vistos pelo Codificador no sonho, pois estiveram voltados à criação e aperfeiçoamento dos automóveis...


Fonte: http://www.oconsolador.com.br/28/washington_fernandes.html

 

 


topo

 

 


Artigos, teses e publicações

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual