Espiritualidade e Sociedade




Gustavo Marcelo R. Daré

>    Hermínio C Miranda

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Gustavo Marcelo R. Daré
>    Hermínio C Miranda (1920-2013)

 

 

O desencarne de Hermínio Miranda no último dia 08 de julho de 2013 representa, para mim, o completar de um ciclo, de uma geração. Considero-o o último dos grandes escritores espíritas brasileiros. Incluiria Carlos Imbassahy (1883-1969), Deolindo Amorim (1906-1984) e José Herculano Pires (1914-1979) a esse seleto grupo de escritores, contemporâneos de Chico Xavier (1910-2002) que testemunhou as profundas transformações da sociedade, e do movimento espírita em particular, durante o século XX, respondendo a elas com engenho, criatividade, conhecimento de causa e inspiração surpreendentes.

Na minha opinião, as obras de Herculano Pires e Hermínio Miranda deveriam figurar ao lado das de Léon Denis e Gabriel Delanne como complementares a Kardec.

Foi através de textos e pesquisas de Hermínio Miranda que reelaborei e revi meu modo de ler Kardec, de interpretar os conceitos de O Livro dos Espíritos, O Evangelho segundo o Espiritismo e O Livro dos Médiuns e me ajudou muito a dimensionar o Espiritismo perante o Cristianismo e a entender melhor esse último.

Livros como “Alquimia da Mente” forneceram---me os conceitos fundamentais de personaiidade e individualidade ligados a alma e Espírito e o “ser do corpo”. Os estudos de Hermínio sobre regressão de memória, pesquisas históricas sobre múltiplas reencarnações de um mesmo espírito e seus registros dos diálogos com os espíritos durante as reuniões mediúnicas que dirigia são únicos e essenciais. Considero “Diálogo com as sombras” leitura obrigatória para qualquer espírita interessado em reuniões mediúnicas de assistência espiritual. Através da leitura de “Diversidade de Carismas” consegui sensibilizar---me para as particularidades de cada médium, suas diferenças e idiossincrasias, passando a valorizar muito mais a classificação de Kardec quanto aos tipos de mediunidade e de médiuns. A partir das leituras de “Cristianismo: a mensagem esquecida” e “O Evangelho gnóstico de Tomé” pude vislumbrar a origem e a natureza do Cristianismo Primitivo e o real significado da associação do Espiritismo a esse momento da história cristã. Foi somente por intermédio de Hermínio Miranda que tive notícia das evidências históricas da identidade do Espírito da Verdade como Jesus desencarnado.

Gostaria de transcrever uma passagem de uma troca de e-mails que tive com Hermínio Miranda entre 2005 e 2008 e que representa, para mim, uma descrição cristalina da sua visão como escritor e divulgador espírita:

“Estou bem consciente de que os aspectos explorados nos meus textos, não constituem novidade de vulto; retratam apenas minha visão pessoal e repercutem o aprendizado que todos nós colhemos em fontes mais puras do que as que fluem de nossas mentes.

Sempre achei que temos todos a obrigação moral de transmitir aquilo que aprendemos. E, com a graça infinita de Deus, sempre haverá o que aprender e, portanto, a repassar aos outros, como tantos o repassam para nós. Penso, ainda, que temos o dever de escrever algo dirigido ao público não-espírita. Refiro-me a gente que não tomaria para ler livros como Diálogo com as sombras ou Diversidade dos carismas, mas que, certamente, se interessa por Nossos filhos são espíritos, Autismo – uma leitura espiritual, bem como A memória e o tempo, Alquimia da mente e Os cátaros e a heresia católica, que, sem serem livros rigorosamente doutrinários oferecem a visão que temos a respeito de tais assuntos. Foi, aliás, o que fez Kardec, que, a partir de O livro dos Espíritos, empenhou-se da elaboração de estudos segundo o Espiritismo, características que observamos não apenas em O Evangelho segundo o Espiritismo e em A Gênese, mas em todos os demais, ainda que isso não tenha ficado explicitado nos respectivos títulos. O livro dos médiuns, por exemplo, é um estudo sobre a mediunidade segundo o Espiritismo.”


E, para confirmar a presença dessa intenção na obra de Herminio Miranda, termino com a classificação que ele me fez na época (2005) para uma lista parcial de seus livros quanto ao público-alvo a que se dirigia:


OBRA LITERÁRIA DE HERMÍNIO C. MIRANDA


LACHATRE:

Autismo, uma leitura espiritual (*)
As Sete Vidas de Fénelon (*)
As Duas Faces da Vida (*)
Arquivos Psíquicos do Egito (*)
Alquimia da mente (*)
Diversidade dos Carismas (vol. I e II)
Eu sou Camille Desmoulins – em parceria com Luciano dos Anjos (*)
Evangelho Gnóstico de Tomé
Gerrilheiros da Intolerância (*)
Memória e o Tempo (*)
Nossos filhos são Espíritos (*)
Os cátaros e a heresia católica (*)
O mistério de Edwin Drood (pelo espírito de Charles Dickens) – tradução (*)

EDICEL:
As mil faces da realidade espiritual (*)

FEB:
Processo dos espíritas (resumo em português –
tradução)
Nas fronteiras do Além (*)
Diálogo com as sombras (teoria e prática da doutrinação)
Reencarnação e Imortalidade Sobrevivência e Comunicabilidade dos Espíritos
As marcas do Cristo (Paulo, o apóstolo dos gentios – Lutero, o reformador), vol. I e II (*)
Candeias na noite escura (*)
Crônicas de um e do outro (em parceria com Luciano dos Anjos)(*)

EDIÇÃO CALVÁRIO:
Os Procuradores de Deus

LIVRARIA ESPÍRITA ALVORADA – EDITORA:
Histórias que os Espíritos contaram (*)

EDIÇÕES CORREIO FRATERNO:
O Exilado (e outras histórias que os Espíritos contaram) (*)
A irmã do Vizir (*)
A Dama da noite (*)
O que é fenômeno mediúnico (*)

EDITORA PENSAMENTO:
A Reencarnação na Bíblia (*)

CELD:
Hahnemann, o Apóstolo da Medicina Espiritual (*)
Swedenborg, uma análise crítica (*)

OUTRAS:
Condomínio Espiritual (*)
A feira dos casamentos (pelo espírito Rochester) – tradução (*)

(*) Obras dirigidas ao público geral
sem sinalização: Obras específicas ao público espírita

 

 

Fonte:
https://www.facebook.com/photo.php

 



topo