Espiritualidade e Sociedade




Larissa Rogério Bezerra

>    Arte em cena: narrativas de uma experiência formativa com arte espírita

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Larissa Rogério Bezerra
>   Arte em cena: narrativas de uma experiência formativa com arte espírita


Dissertação de Mestrado
apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará, como requisito parcial para obtenção do Título de Mestre em Educação. Linha de Pesquisa: Movimentos Sociais, Educação Popular e Escola. Eixo: Educação Ambiental, Arte, Espiritualidade e Juventude.

Orientadora:
Profa. Dra Ercília Maria Braga de Olinda

Resumo

A sociedade contemporânea carece cada vez mais de iniciativas que proporcionem experiências verdadeiramente formativas. Experiências que possam desenvolver as várias dimensões do humano, em prol de uma formação integral. A Doutrina Espírita traz propostas objetivas neste sentido, tratando, não só, do desenvolvimento do homem enquanto ser social, mas em seus diversos aspectos de Espírito encarnado em processo constante de educação de si.

O Movimento Espírita surge a partir das práticas cotidianas dessa Doutrina, que não se caracteriza apenas como uma religião, mas como um conjunto de princípios, valores e conhecimentos científicos e filosóficos. Levando em consideração que a Doutrina Espírita abre ao indivíduo uma série de novos olhares sobre si e sobre o mundo, a Arte Espírita brota da necessidade de trabalhar e expressar as dificuldades e os aprendizados vivenciados e construídos a partir da prática do Espiritismo.

Com base nos fundamentos da pesquisa (auto)biográfica (JOSSO, 2010; DELORY-MOMBERGER, 2008) utilizamos o procedimento metodológico chamado Círculo Reflexivo Biográfico-CRB (OLINDA, 2009; 2010) para construir as biografias educativas (DOMINICÉ,1988) de sete jovens que participaram do grupo Arte Em Cena da Mocidade Espírita Paulo e Estevão, em Fortaleza, no período de 2000 a 2011.

O objetivo deste trabalho é compreender o significado da Arte Espírita na formação juvenil, avaliando seu papel na produção de saberes e sentido para a vida. O material produzido no CRB foi tratado seguindo as orientações da análise textual discursiva (MORAES, 2003) para que pudéssemos chegar até às produções de saberes e aos aprendizados experienciais.

A Arte Espírita proporcionou a esses jovens uma experiência formadora de amplo alcance em que as amizades, as dificuldades, as lembranças, o sentimento de família, a descoberta da juventude, os sorrisos, as lágrimas, as raízes, os desafios, as superações, o caminho, o palco, a alegria, o trabalho, são apenas exemplos das preciosas marcas de uma experiência que mudou a vida deles de uma forma que só suas próprias narrativas podem expressar e representar.

->   texto completo em pdf - clique aqui para acessar -

 

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

PRIMEIRO ATO - O UNIVERSO DA ARTE ESPÍRITA

CAPÍTULO 01
- DOUTRINA, MOVIMENTO E JUVENTUDE ESPÍRITA
1.1. Espiritismo: doutrina e movimento
1.2. Juventude Espírita

CAPÍTULO 02
- A ARTE ESPÍRITA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NA FORMAÇÃO
JUVENIL
2.1. As várias dimensões de uma "Arte-Formação"
2.1.1. Dimensão Sociocultural
2.1.2. Dimensão Experiencial
2.1.3. Dimensão Educativa
2.1.4. Dimensão Espiritual

2.2. O que é Arte Espírita?

SEGUNDO ATO - O UNIVERSO DA PESQUISA

CAPÍTULO 03 – A TESSITURA INTERSUBJETIVA
3.1. Os Ensaios: o dia a dia do CRB
3.1.1. Primeiro encontro – a conversa
3.1.2. Segundo encontro – a confecção da mandala
3.1.3. Terceiro encontro – a narrativa de si
3.1.4 Quarto encontro (1) – a colaboração narrativa
3.1.5 Quarto encontro (2) – a colaboração narrativa
3.1.6. Quinto encontro – o caminho
3.1.7. Sexto encontro (1) – a árvore
3.1.8. Sexto encontro (2) – a árvore

3.2. O Cenário: a história do Arte em Cena

3.3. Os Personagens
3.3.1. Marina Leite, a sorridente
3.3.2. João Romário, o buscado
3.3.3. Lucas Moura, o metódico
3.3.4. Allan Denizard, o nefelibata
3.3.5. Tamara Larripa, a educadora
3.3.6. Aline Rodrigues, a tímida
3.3.7. Larissa Bezerra, a intensa

TERCEIRO ATO - O UNIVERSO DO ARTE EM CENA

CAPÍTULO 04 - ARTE EM CENA E SUAS PRODUÇÕES DE SABERES:
NARRATIVAS DE UMA EXPERIÊNCIA FOMATIVA
4.1. A peça: os aprendizados experienciais e os projetos vitais, antes, durante e depois do palco
4.1.1. A arte encena a vida - Marina Leite
4.1.2. A Arte que me colocou no Caminho - João Romário
4.1.3. A oficina do crescimento - Lucas Moura
4.1.4. A fonte da juventude - Allan Denizard
4.1.5. A contribuição do Movimento Espírita para minha vida - Tamara Larripa
4.1.6. Arte e afeto: o início de minha trajetória - Aline Rodrigues
4.1.7. Arte em Cena e em minha vida - Larissa Bezerra

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
APÊNDICES
ANEXOS

 



topo

 

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual