Espiritualidade e Sociedade





Vovó Benta - Leni W. Saviscki

>    A Lei e a Justiça

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

Vovó Benta; Leni W. Saviscki;
>   A Lei e a Justiça

 

- Meu caboclo querido, estou aqui para pedir ajuda pois fui duramente injustiçado em meu trabalho. Acusaram-me de algo que não fiz e por isso fui exonerado do cargo de confiança que exercia, ficando desempregado e desacreditado.

Assim manifestava-se diante do caboclo aquele rapaz, que embora jovem, parecia cansado das lutas da vida.

O caboclo que pertencia as falanges de Xangô, com uma pequena pedra nas mãos, estalou seus dedos ao redor do rapaz, desarticulando assim as pesadas energias que se agregavam na sua aura por conta de seu estado emocional desequilibrado.

- Este caboclo vai perguntar ao filho, por que está se achando injustiçado?

- Por que sei que não mereço as injúrias e mentiras impostas a minha pessoa e no entanto estou pagando caro por isso.

O caboclo pode observar através da cor que seu corpo espiritual exalava, que o rapaz falava a verdade. Realmente ele estava sendo "injustiçado" baseado na visão limitada do aqui e agora. Mas a entidade espiritual, acessava os arquivos de memória que ficam impressos na tela holográfica universal, onde cada um de nós tem sua história gravada.

- Filho, cada espírito quando na carne, é apenas um viajante que chegou numa estação e ali precisa desenvolver certas habilidades, acertar algumas contas para depois retornar sua viagem. As contas que deixamos de quitar na estação anterior, nos aguardam na próxima.

- Aquilo que lhe parece injusto, na verdade é o retorno de ações do passado, onde seu espírito viajante, de forma similar, injustiçou os mesmos personagens que hoje compartilham convosco desta etapa.

A justiça dos homens infelizmente é falha e corruptível, mas mesmo assim, atua fazendo seu papel, pois mesmo na aparente injustiça está sempre atuando para corrigenda daqueles que ainda precisam aprender com a dor.

Os mesmos que mentem e injuriam o filho no presente, são aqueles a quem no passado massacrou pela cobrança de pesados impostos, tirando-lhes o pão da boca dos filhos para enriquecer os cofres daquele soberano injusto e cruel.

Por isso filho, hoje perdoa e cala. Cura essa mágoa e entrega ao "grande Pai" tudo o que vossa compreensão ainda tarda em assimilar. Aprende com a lição dolorosa e segue confiante, pois quando nos desligamos do mal, quando quitamos nossas dívidas, de consciência limpa recebemos novas oportunidades de recomeço. A lei divina sempre é justa, filho! 

Reconfortado pelas palavras do caboclo e pelas energias recebidas, aquele rapaz voltou ao lar e durante o sono, seu corpo espiritual acompanhado pelo seu guia, viajou pelo espaço astral do planeta socorrendo aqueles que nos umbrais clamavam por socorro.

Toda ação deixa sua marca para uma posterior reação e assim, em pouco tempo o rapaz retornava a presença do caboclo para agradecer pelo novo emprego que lhe garantia o sustento da vida aqui na terra.

Compreendera e aprendera com o ocorrido e agora sabia que para receber o bem, basta fazer o bem, momento em que nos elevamos para mais perto do Criador.

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual