Espiritualidade e Sociedade





José Antônio Luiz Balieiro

>  Uma crônica para não esquecer… - USE - 70 anos de Aproximação e Pertencimento

Artigos, teses e publicações

Compartilhar

José Antônio Luiz Balieiro
>   Uma crônica para não esquecer… - USE - 70 ANOS DE APROXIMAÇÃO E PERTENCIMENTO

 

 

 

Uma crônica para não esquecer...

USE - 70 ANOS DE APROXIMAÇÃO E PERTENCIMENTO


Encontrei-me com a USE pela primeira vez, no princípio da década de 60, século passado, atendendo ao pedido do Professor Jaime Monteiro de Barros que me solicitou representasse, em seu nome, a União Municipal Espírita de Ribeirão Preto (nomenclatura da época dada aos órgãos locais), em reunião do Conselho Deliberativo Estadual, responsável pela organização e orientação do movimento espírita estadual. E na capital, Avenida Maria Paula, tive os contatos iniciais com o trabalho de unificação, conhecendo e convivendo com Carlos Jordão da Silva, Luiz Monteiro de Barros, Apolo Oliva Filho, Herculano Pires, Eurípedes de Castro, Ignácio Giovini, Ari Lex e muitos outros companheiros tanto de São Paulo, como do interior paulista.

Nos treze anos anteriores a esse encontro, a USE havia se ajustado conceitual e administrativamente falando, optado pela alteração de sua razão social para atender às questões da época e, em congressos, definido os seus objetivos e finalidades.

Ao chegar, palco conturbado dos anos sessenta no cenário nacional, acompanhei os trabalhos e desdobramentos do simpósio espírita centro sulino com suas decorrências, as intempéries do alerta com relação aos movimentos paralelos, as controvérsias do movimento da juventude acadêmica, a definição do trabalho jovem no estado e, até meados da década de setenta, a tentativa de ajustes para a ação de unificação no estado de São Paulo. Foram memoráveis as reuniões e os trabalhos no casarão da Rua Maranhão.

Passada a turbulência, Nestor João Masotti, coordenando as atividades da USE, oportuniza o espaço para que a entidade volte a sua atenção para a sua real finalidade, o atendimento à casa espírita, surgindo às campanhas, equipes e departamentos aptos a esse atendimento; também o início da vivência do ideal de ter casa própria, concretizado em meados dos anos oitenta com a instalação da USE no Bairro de Santana. Novos companheiros, sementes alviçareiras do movimento jovem davam novos horizontes à vida da federativa.

Após o Congresso Estadual de Espiritismo – Ribeirão Preto, 1992 - a USE passa a viver novos ares, trabalho atento e precioso orientado por Attílio Campanini dá aos seus órgãos a nomenclatura única de USE, é estatuído o Conselho de Administração, são criadas e reforçadas campanhas para sensibilizar e estimular às ações espíritas no estado. Por sugestão de Aylton Paiva, no logo da USE é registrada a frase conclusiva e indicativa: “A USE é a entidade federativa, coordenadora e representativa do movimento espírita do Estado de São Paulo no Conselho Federativo Nacional da Federação Espírita Brasileira”, definindo a sua posição nos âmbitos estadual e federal.

Nos anos recentes, a USE mostra efetiva aptidão para o progresso de suas atividades: a segurança na orientação dos programas de estudos, a vivência dos ensinos de Jesus de Nazaré, fortalecimento de áreas de serviço, intensa movimentação de dupla direção interior-capital, implantação de congressos temáticos com públicos maiores, a efetiva participação no Conselho federativo Nacional, o desejo acompanhado da prática de realçar a ação educativa como ponto básico de sua ação; tudo alicerçado no ideal de servir, aproximar e aperfeiçoar a relação entre os espíritas e as suas oficinas de trabalho.

A USE tem sido para mim e para os trabalhadores da área de unificação nos últimos 70 anos um espaço para qualificação de trabalho, de prevenção e gestão de dificuldades, de implementação de melhorias constantes em nossas atividades. Tendo a USE como ponto de convergência, sentimos a doutrina espírita crescendo em nós, o espiritismo sendo respeitado pelas suas ações, a doutrina espírita tendo reconhecido o seu espaço na sociedade e, em momentos necessários, a sociedade obtendo acesso às fontes seguras para falar em nome do Espiritismo. Assim, nos seus 70 anos a USE é a força da união em nosso favor. Vivemos a alegria de fazer parte dessa rede.

Por isso, o nosso reconhecimento e a nossa gratidão.

 

Fonte: http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/JUNHO/07-06-2017.htm

 



topo

 

Acessem os Artigos, teses e publicações: ordem pelo sobrenome dos autores :
- A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O
- P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - Allan Kardec
* lembrete - obras psicografadas entram pelo nome do autor espiritual